Tipos de tijolos: conheça os mais usados e saiba como escolher

O momento de escolher os itens iniciais para uma obra chega para qualquer pessoa que queira construir ou reformar. As construções podem variar bastante de estilo, porém, se a escolha for por alvenaria, o cimento e os tijolos não poderão faltar.

A questão é que, hoje em dia, os blocos usados para construir as paredes das casas não são mais os únicos a serem comprados nos depósitos de material de construção.

Com a necessidade do mercado, existem tipos de tijolos voltados para a decoração interna também – que variam entre diversas obras primas, seja vidro, cerâmica, cimento e assim por diante.

O conteúdo de hoje é exatamente sobre esse tema. Quais são os tipos de tijolos disponíveis no mercado? Quais as funcionalidades de cada um deles? Quais são mais resistentes? Quais não precisam de reboco? Qual é o ideal para os cômodos da residência? É sobre esses pontos que vamos falar abaixo.

Continue a leitura e acompanhe as dicas!

Usabilidade dos tijolos

Usabilidade dos tijolos

Os tijolos são peças de construção civil, em formato de paralelepípido, que tem como função compor as estruturas das casas de alvenaria junto do cimento. Normalmente, o tipo mais usado é o cerâmico, feito de argila (aqueles de tom mais avermelhado). Para dar maior resistência, é acrescido na argila um pouco de cascalho moído durante o cozimento.

Os tijolos são peças que foram vistas pela primeira vez no ano 7.500 a.C na região da Turquia. Durante o Renascimento e no período Barroco, por volta do século XV, esses materiais começaram a ser menos aceitos por conta de sua estética, mas nunca deixaram de ser usados. Sua função, desde sempre, esteve relacionada à construção civil, junto do gesso, do barro e cimento, posteriormente.

Na construção, o uso dos diferentes tipos de tijolos podem ser bastante vantajosos, principalmente, por ser um material popular e compor construções muito mais resistentes.

Abaixo, listamos mais vantagens em usar tijolo na sua construção:

  • Economia: o tijolo cerâmico (o de cor avermelhada) é feito através de um mineral encontrado abundantemente: a argila. Diante disso, acaba tendo um custo de produção mais baixo e, consequentemente, um custo de venda também mais em conta.

    Além da economia no momento de comprar o material, é possível economizar também na mão de obra, já que é um item super conhecido e utilizado em vários lugares do Brasil e, por isso, não precisa de profissionais super especializados.
  • Isolamento térmico: os tijolos também são excelentes isolantes térmicos e também é mais seguro em casos de incêndio, já que não propaga as chamas com facilidade.
  • Certificação de segurança: o uso de diferentes tipos de tijolos é assegurado por órgãos públicos, que exigem boas práticas pré-estabelecidas para seu o uso. Por isso, as normas e padrões são definidos pela ABNT e a qualidade dos materiais também são monitorados pelo Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade.
  • Fácil de encontrar: os tijolos, por serem econômicos e abundantes, são materiais muito mais fáceis de serem encontrados e podem ser vendidos por ótimos preços.

Em relação às desvantagens, temos as seguintes:

  • Absorvem umidade, então, precisam de mais cuidados durante a obra;
  • Por serem menores, é importante comprar vários deles para construir paredes.

Agora que você sabe das várias vantagens de usar os diversos tipos de tijolos na sua construção, acompanhe abaixo as especificidades de cada modelo.

Quais são os tipos de tijolos que existem?

Como mencionado, os tijolos não tem mais a funcionalidade apenas de compor as estruturas das casas. Há vários tipos que são usados com fins decorativos e para deixar o ambiente também mais sofisticado.

Abaixo, vamos abordar os tipos de tijolos mais usados nas construções, seja interna ou externamente. Acompanhe!

Tijolo baiano ou tijolo de furos

Tijolo baiano ou tijolo de furos

O tijolo baiano faz parte da família de tijolos cerâmicos e também pode ser conhecido como tijolo de furo ou tijolo comum. Ele é um dos mais conhecidos e usados no Brasil, por conta do seu preço reduzido e por ser bastante encontrado.

Esse tijolo é usado de forma empilhada, junto ao cimento, para a estruturação das paredes de uma construção, além disso, também pode ser usado para a construção de balcões, bancos de cimento e outros tipos de itens.

Normalmente, o ideal é comprar cerca de 30% a mais de tijolo do que o necessário para a obra, já que, por absorver umidade, podem quebrar de forma mais fácil e isso implica num alto índice de desperdício.

Existem os tijolos baianos com 6, 8 e 9 furos – sendo o último o mais resistente de todos eles. A maioria dos seus tipos são de vedação, isso quer dizer que paredes internas feitas de tijolos baianos podem ser derrubadas sem comprometer toda a estrutura da casa.

Dentro os tipos de tijolos cerâmicos, também há tipos diferenciados que servem para criar a estrutura da casa. Normalmente, são esses no exemplo abaixo:

Tijolo baiano ou tijolo de furos estrutural

Tijolo laminado

Tijolo laminado

O tijolo laminado também está entre um dos tipos de tijolo cerâmico. É um modelo considerado como o mais bonito para ser usado esteticamente, porque une a resistência com o lado rústico. A melhor forma de usá-lo é com a parte lisa aparente e na horizontal.

Esse modelo tem cerca de 21 furos e é bastante indicado para construção de áreas externas, como churrasqueiras, por exemplo. 

Tijolo vazado (cobogó)

Tijolo vazado

Entre os tipos de tijolos mais usados nas construções também temos o tijolo vazado, também conhecido como tijolo Cobogó. Esse modelo é um dos mais adquiridos para cunho decorativo e, devido aos espaços entre as peças, é capaz de proporcionar iluminação e circulação de ar também.

Paredes de tijolos vazados podem ser usadas como divisória de ambientes, principalmente, entre sala e cozinha, ou sala e área externa da casa – como jardins de inverno e corredores.

Tijolo ecológico

Tijolo ecológico

O tijolo do tipo ecológico pode ser considerado uma das mais recentes inovações deste item. Ele tem esse nome porque é produzido sem a necessidade de nenhuma queima e, por isso, não libera gases tóxicos que atingem o meio ambiente.

Além disso, o tijolo ecológico não precisa de vigas ou pilares para sua sustentação, pois é feito através de um sistema de encaixe e uso de prensas para maior segurança na montagem.

Devido a sua alta resistência e durabilidade, o tijolo ecológico vem ganhando cada vez mais espaço entre os brasileiros. Além disso, tem um ótimo efeito visual – é menos rústico que o tijolo cerâmico e pode ser usado para o design e decoração da parte interna das construções.

Tijolo de vidro

Tijolo de vidro

Entre os tipos de tijolos usados estritamente para a decoração, temos o tijolo de vidro. Esse é um modelo que não tem propriedades para ser utilizado em toda a estrutura da construção e serve mais para fins estéticos – por exemplo, é possível fazer uma parede inteira apenas dele ou usá-lo como decoração para as fachadas.

Esse tipo é composto por duas placas de vidro e uma câmera de ar entre ambas e podem ser transparentes, lisos, translúcidos, ondulados e também em bastonetes. Por ser de vidro, muitas pessoas ficam receosas em relação a sua sustentabilidade e resistência, no entanto, devido ao seu peso e resistência relacionada a alterações térmicas, pode ser considerada um tipo de tijolo seguro.

Tijolo refratário

Tijolo refratário

Outro na lista de tipos de tijolos bastante usados nas construções é o tijolo refratário. Esse modelo é bem utilizado na área externa também, como o tijolo laminado, e pode ser trabalhado na construção de churrasqueiras e fogões a lenha, tanto domiciliar quanto de estabelecimentos.

O tijolo refratário tem uma ótima resistência ao calor, a impactos e a produtos químicos também, com isso, é muito bem utilizado em áreas expostas ao clima ou a altas temperaturas.

Tijolo maciço

Tijolo maciço

O tijolo do tipo maciço pode ser usado sem revestimento pois está na lista dos que podem ficar à mostra. Apesar de ser uma ótima opção para fins decorativos, trazendo muita rusticidade aos ambientes, o tijolo maciço também pode ser usado na estrutura – desde que seja bem revestido.

Esse tijolo é resistente e tem um ótimo isolamento acústico, além disso, também é uma opção segura por não ajudar na propagação de incêndios. No entanto, ao fazer uso, você precisará protegê-lo da umidade através de silicone líquido ou resinas acrílicas à base de solvente.

Se o processo de impermeabilização não for feito, a porosidade pode comprometer a parede e, consequentemente, sua resistência. 

Tijolo de cimento ou bloco de cimento

Tijolo de cimento ou bloco de cimento

O próximo entre os tipos de tijolos aqui apresentados é o tijolo de cimento, conhecido também como bloco de concreto. Esse tipo é usado na estrutura das construções de alvenaria mas também funciona como forma de vedação. Sua composição é feita de cimento e água, além de alguns agregados, como pedrisco, areia ou pó de pedra.

Esses blocos, quando organizados da forma correta, são capazes de sustentar altas cargas de peso e, por isso, são conhecidos como um dos mais resistentes para as construções.

Entre as vantagens de usar um bloco de concreto está o seu tamanho, que por ser ligeiramente maior que tijolos tradicionais, pode acelerar o tempo de estrutura da obra, já que as paredes serão levantadas de forma mais rápida.

Outro ponto é a sua resistência. Esse tijolo pode suportar altos níveis de carga de uma construção, sem a necessidade de usar vigas ou qualquer tipo de suporte para maior segurança.

Outros tipos de tijolos

Outros tipos de tijolos
Imagem: Morada Engenharia.

Além dos modelos apresentados, também existem outros tipos de modelos maciços que variam conforme sua forma e coloração. Cada um deles são destinados a diferentes fins e explicaremos melhor sobre a finalidade de alguns em específico.

Na imagem acima, temos os seguintes modelos que variam de coloração:

  • Tijolo vermelho;
  • Tipo vermelho mesclado;
  • Tijolo branco;
  • Tijolo palha;
  • Tijolo mesclado;
  • Tijolo normal;
  • Colonial normal.

Os restantes desses tipos de tijolos variam conforme a forma. São eles:

  • Canto curvo: os tijolos com cantos curvos são usados para estilizar paredes nas quais eles ficarão à mostra, além disso, também é possível construir churrasqueiras e adequar os cantos através desses modelos.
  • 45 graus: os tijolos do tipo 45 graus são usados, principalmente, para fazer os cantos das paredes das construções. Por ter uma de suas partes curvas, é possível encaixá-lo e, em seguida, continuar colocando tijolos no formato normal. Esse modelo pode ser comprado ou feito através de cortes.
  • Cachimbo: esse tijolo tem esse nome porque um pequeno retângulo é cortado dele e o formato do corte maior lembra um cachimbo. Esse tipo também é feito para fazer os cantos das paredes, a diferença é que sua curva é reta – a do tijolo de 45 graus é ligeiramente inclinada.
  • Meia lua: o tijolo meia lua serve para construção de objetos curvos mas, ao mesmo tempo, também pode fazer um ótimo trabalho na construção de paredes, como no exemplo abaixo:
Tijolo meia lua
Imagem: Couto Materiais.
  • Tramela: assim como o tijolo meia lua, o do tipo tramela também é usado como acabamento de paredes.
  • Bico de papagaio: o tijolo bico de papagaio tem a mesma aplicação voltada para lugares com cantos redondos, porém, ao invés de fazer esses cantos, esse tijolo serve para ser incluído em locais já arredondados.

Além disso, ainda restam os seguintes modelos:

  • Plaquetinha;
  • Paqueta;
  • Colonial canto curvo.

Quais os tipos de tijolos mais resistentes?

Agora que você já conhece os tipos de tijolos mais usados nas construções, vamos falar mais a respeito daqueles considerados mais resistentes.

Alguns deles já foram citados acima, no entanto, vamos deixar uma lista abaixo para você tenha conhecimento de todos eles. Em escala de mais resistente para menos, temos:

  • Tijolo de cimento ou bloco de concreto;
  • Concreto celular;
  • Tijolo ecológico;
  • Tijolo laminado.

Qual tijolo não precisa de reboco?

Os tipos de tijolos que não precisam de reboco são todos do tipo aparente (ou tijolo à vista). Esses modelos apresentam um melhor acabamento, uma boa sustentação mecânica e uma menor porosidade para evitar a ação do tempo.

No entanto, são modelos menores e, por isso, precisam de uma maior quantidade de argamassa e também é importante comprar um número mais elevado de unidades para preencher uma parede inteira.

Entre os tipos mais comuns de tijolos que não precisam de reboco, temos:

  • Tijolos de vidro;
  • Tijolo maciço;
  • Tijolo refratário;
  • Tijolo vazado;
  • Entre outros.

Esperamos que esse artigo sobre tipos de tijolos mais usados tenha sido útil e que agora você saiba melhor quais deles escolher para a sua construção. Aproveite o tempo por aqui e leia também sobre granito marrom!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.