telhado de madeira

Telhado de madeira: dimensionamento, estrutura e telhas recomendadas

No momento da construção de uma casa, o tipo de telhado que será utilizado é uma decisão que precisa ser bem pensada e combinada com o restante do projeto. Isto porque, além de toda a questão estética, é uma peça que garante a qualidade interna do imóvel. É aí que entra o telhado de madeira.

Entre tantas opções disponíveis no mercado, o telhado de madeira é um que nunca sai de moda e apresenta um bom custo-benefício. Continue lendo este conteúdo e conheça os tipos, a estrutura e quais as telhas indicadas para um telhado de madeira. 

Quais são os tipos de telhados de madeira?

Uma água, duas águas, três águas, chalé e sobreposto, estes são os tipos de telhado de madeira mais utilizados em construções. Conheça as características de cada um: 

Telhado Uma água

O telhado de madeira de uma água é o mais simples e utilizado em pequenas residências. Ele possui apenas um lado de escoamento. A principal característica deste tipo é o custo bastante acessível.  

Telhado Duas águas

O tipo mais conhecido e utilizado de telhado de madeira é o de duas águas, ele possui dois lados de escoamento. O modelo ainda tem duas subdivisões: o cangalha, em que a cumeeira é o encontro dos dois lados, e americano, em que uma das partes é mais alta que a outra. 

Telhado Três águas 

O telhado de três águas possui três lados de escoamento, o que torna a passagem da água mais rápida. Por seu formato triangular, é mais indicado para residências maiores. 

Telhado de Chalé

Certamente o tipo de telhado chalé é o mais charmoso. Ele também possui dois lados de escoamento e é bastante encontrado em projetos sustentáveis. Saiba mais sobre o telhado do chalé.

Telhado Sobreposto

O tipo de telhado sobreposto permite criar diferentes modelos de sobreposição com quantos lados de escoamento desejar. É o tipo mais caro de telhado de madeira. 

Ainda existem outros telhados como o telhado verde, telhado curvo, em “L” e muitos outras. Confira todos os telhados e suas características em nosso post sobre os tipos de telhado.

Elementos que formam a estrutura do telhado de madeira

A estrutura do telhado de madeira é formada por uma série de partes, conheça cada uma delas:

Tesoura

Tesoura

A tesoura é o principal item do telhado de madeira. Ela servirá para dar sustentação a toda a estrutura. O seu nome deve-se ao formato retangular que apresenta. Ela é formada pelo:

  • Pendural: posicionada verticalmente na tesoura, a pendural recebe o peso das peças colocadas na diagonal;
  • Diagonal: responsável por comportar o peso das terças, as peças diagonais têm este nome pela posição em que ficam;
  • Chapuz ou calço: o chapuz, também conhecido como calço, é responsável por travar as terças nas diagonais;
  • Linha: localizada na parte inferior da tesoura, a linha serve para distribuir as cargas da tesoura para a viga ou pilar em que a estrutura está apoiada;

Terças

Terças

Posicionadas na longitudinal do telhado, as terças são responsáveis por juntar as tesouras, receber o peso dos caibros e distribuir. 

Caibros

Caibros

Ficam em posição transversal no telhado e servem para receber as cargas da ripas e passar para as terças. 

Ripas

Ripas

Assim como as terças, as ripas têm posição longitudinal. Nelas são apoiadas o peso das telhas, que é transferido para os caibros.

Elementos externos do telhado de madeira

Além dos elementos internos que formam a estrutura do telhado de madeira, também existem elementos externos que têm suas próprias nomenclaturas e funcionalidades. Veja as principais delas abaixo:

Cumeeira

A cumeeira é a parte superior do telhado, responsável por dividir as águas.

Espigão

É uma linha diagonal que faz a ligação da cumeeira com a testeira. Em cima dele também vão as telhas. 

Rincão 

Rincão é o nome dado à parte baixa do encontro de duas águas. Também conhecido como água furada, são perpendiculares, ou seja, estão a 90º uma da outra. 

Beiral

O beiral é toda a parte do telhado que está projetado para fora da construção.

Testeira

A testeira é o acabamento do telhado de madeira. Ela possui cerca de 15 cm de largura. 

Além de todo o cuidado que deve-se ter com a estrutura, respeitando o tamanho e funcionalidade de cada parte, outro ponto muito importante é a inclinação do telhado de madeira. Apesar de, geralmente, a peça possuir inclinação de 30%, é preciso calcular corretamente a inclinação do telhado em todas as etapas do processo de construção.

E também é sempre bom consultar as instruções do fabricante das telhas para entender quais as recomendações para aquele modelo. 

Quais as madeiras mais indicadas para um telhado de madeira?

O passo mais importante para um telhado de sucesso é a espécie de madeira escolhida para a sua confecção. Por isso, as madeiras maciças e mais duráveis são as melhores opções para este projeto. Confira as espécies mais indicadas. 

Peroba-rosa 

peroba-rosa

A Peroba-rosa é uma espécie de madeira bastante conhecida por sua beleza e resistência aos cupins e ótimo acabamento. 

Garapeira

garapeira

A Garapeira é uma madeira de durabilidade moderada e que possui fácil manuseio. Ela também permite um acabamento com brilho. 

Cambará

cedrinho

A Cambará é uma das espécies que apresenta melhor custo-benefício. E por ser muito dura, tem bastante resistência e durabilidade. 

Angelim

angelim pedra

A Angelim é uma madeira muito dura e resistente, bastante indicada para projetos arquitetônicos. 

Guajará

guajará

Bastante fácil de trabalhar e flexível, a espécie de madeira Guajará é uma ótima opção especialmente para as ripas do telhado. 

Eucalipto

Eucalipto

O Eucalipto é uma madeira bastante forte e resistente. Além disso, a espécie possui uma durabilidade muito boa. 

Conheça mais madeiras e entenda melhor suas recomendações de aplicação em nosso conteúdo completo sobre todos os tipos de madeira.

Quais tipos de telha utilizar em um telhado de madeira?

O telhado de madeira combina perfeitamente com um diversos tipos de telhas. Entenda as características de cada uma delas:

Telhas de cerâmica

As telhas de cerâmica são uma das mais utilizadas nas construções brasileiras. Este tipo de telha abrange diversos modelos como: 

Telha Romana

telha romana

Encontradas nas cores vermelha, pêssego, branca, cerâmica queimada e esmaltadas. Elas devem possuir uma inclinação mínima de 30% e acima de 45% as telhas devem ser amarradas. O tamanho de uma peça fica em torno de 43cm x 26cm. 

Telha Colonial

Telha Colonial

Tem ótima vazão pluvial e precisa de uma inclinação mínima de 35%. Mede por volta de 48cm de comprimento, 20 cm a largura da ponta superior e 15 cm a largura da ponta inferior.

Telha Italiana

Telha Italiana

Com um rendimento de 13 peça/m², este modelo é indicado para telhados maiores. A sua inclinação deve ser de 30%.

Telha de zinco

Telha de zinco

A telha de zinco não é muito utilizada em residências, pois traz certo desconforto devido ao barulho da chuva e a absorção de calor. É uma opção de custo baixo e fácil instalação, recomendada mais para telhados embutidos, já que sua aparência não agrega muito valor. Uma alternativa residencial pode ser a telha térmica.

Telha Shingle

Telha Shingle

Muito usada nas casas norte-americanas, a telha Shingle vem ganhando mais espaço na arquitetura brasileira. Apesar de ter um custo um pouco elevado, o modelo ganha na beleza e durabilidade. 

Telha de concreto

Telha de concreto

A telha de concreto é a mais resistente do mercado. Ela proporciona um excelente conforto térmico e as variedades de cores geram uma versatilidade ao ambiente. A peça também é totalmente impermeável, diferentemente dos modelos das de cerâmica.  

Telha de fibrocimento

Telha de fibrocimento

A telha com melhor custo-benefício do mercado é a telha de fibrocimento. A peça é leve e resistente, por isso, deve haver um cuidado maior na fixação para evitar danos em situações de chuva. 

Telha ecológica 

Telha ecológica 

A telha ecológica é feita a partir de camadas de fibras vegetais impermeabilizadas com betume e protegidas por resina. As suas cores vermelha, verde, preta e marrom são resultado do processo de pigmentação. A peça é leve e muito fácil de instalar. 

Telha gravilhada 

Telha gravilhada 

A telha gravilhada é outra tendência trazida para o Brasil e que recentemente ganhou bastante espaço nas construções. Ela é feita de metal e revestida com uma camada de Gravilha de Rocha Moída, mas com tratamento cerâmico. A peça é leve, resistente a ventos fortes, mudanças de temperatura, geada, granizo e neve. Sua instalação é simples e um telhado composto por esta telha garante um excelente isolamento térmico

Telha de vidro e policarbonato

Telha de vidro e policarbonato

A telha de vidro e policarbonato é uma ótima opção para quem deseja iluminar mais o ambiente. A peça pode ser colocada em todo o espaço ou entre telhas de cerâmica. Ela também é muito utilizada em pergolados e espaços abertos.  

Saiba mais sobre outras telhas e suas aplicações de uso em nosso guia completo sobre os tipos de telha.

5 cuidados no planejamento e construção do telhado de madeira

A instalação do telhado requer um planejamento bem elaborado, pois ele irá proteger a construção de todos os fatores externos, garantindo a segurança e conservação da edificação. Confira alguns cuidados importantes no momento do planejamento e instalação do telhado de madeira: 

1. Avalie a estrutura do imóvel

Para a instalação do telhado é preciso ter uma estrutura de sustentação firme e sem falhas. Isto será fundamental para garantir a segurança e durabilidade do espaço. Então, antes de montar o suporte para as telhas e as próprias telhas, entenda se as paredes são mais grossas ou finas e a partir disso, defina se aplicará uma telha mais pesada ou leve. 

2. Planeje os gastos

Assim como em toda a casa, o planejamento é essencial. Antes de comprar as madeiras, telhas e materiais complementares, realize o cálculo detalhado da área total, inclinação e estimativa de custo. Caso não tenha muita experiência no ramo, converse com um especialista, ele saberá lhe ajudar nas questões de gastos. 

3. Siga as recomendações do fabricante

No momento da instalação o indicado é sempre seguir as orientações dos fabricantes. Uma vez que, o modo de colocar e os cuidados posteriores podem variar de acordo com o processo de fabricação. Mas também é possível destacar algumas instruções que se aplicam para todas: 

  • Faça a  instalação da direita para a esquerda e de baixo para cima;
  • Evite andar sobre o material, use uma ripa de madeira sobre a estrutura para se locomover;
  • Pregue as telhas às ripas com brocas apropriadas para essa função. 

4. Fique atento aos cupins

A madeira é um material suscetível ao ataque de cupins e outras pragas. Por isso, o recomendado é ficar atento à procedência da madeira e às orientações do fabricante. Caso a peça não tenha recebido nenhum tratamento, cabe verificar a possibilidade de aplicar verniz ou outro tipo de proteção antes de começar a instalação das telhas. 

5. Não esqueça de verificar as telhas

Uma infiltração no telhado nem sempre é resultado de falhas nas telhas, às vezes, elas podem estar somente mal pregadas. E com isso, um vento forte é o suficiente para tirá-la do lugar. Para evitar prejuízo na estrutura, no forro e até mesmo na parte interna do imóvel, é recomendável ao final da instalação verificar, sem exceção, cada uma das telhas. Caso alguma não esteja bem firme,  faça imediatamente a fixação. 

Dica extra: realize a manutenção 

Além de todos estes cuidados que citamos para o planejamento e instalação do telhado de madeira e das telhas, outro processo é fundamental para aumentar a vida útil da estrutura: a manutenção. 

A manutenção preventiva é um processo que garante a durabilidade e funcionalidade de toda a construção. Para fazer isso, a cada seis meses, suba no telhado, tomando os devidos cuidados, e inspecione todas as telhas. Veja se não existem pontos de vazamento e nem infiltrações. Também aproveite para limpar a calha e deixá-la livre para a passagem da água. 

Quais são as vantagens de ter um telhado de madeira?

Não é atoa que o telhado de madeira é o mais utilizado nas construções, a peça possui uma série de vantagens. Confira algumas:

  • Proteção térmica: a madeira é um material que possui um excelente isolamento térmico e pensando na sua utilização no telhado, local que recebe ainda mais incidência de raios solares, sua proteção se torna ainda mais eficiente;
  • Proteção acústica: além de conservar a temperatura, outra característica da madeira é proporcionar isolamento acústico. Com um telhado de madeira os ruídos externos são amenizados e o espaço fica mais tranquilo;
  • Visual agradável: por ser um material que permite ser trabalhado em diversos estilos, a madeira é capaz de proporcionar um ambiente agradável em quase todos os estilos; 
  • Sustentável: a madeira é um material totalmente sustentável e que não agride o meio ambiente e nem a saúde das pessoas. Sendo assim, sua utilização é bastante benéfica ao meio ambiente. 

Vale a pena investir em um telhado de madeira?

Levando em consideração as vantagens do telhado de madeira, sua funcionalidade e custo-benefício, vale a pena sim investir nesta estrutura. Uma vez que, além disso, também combina perfeitamente com diferentes estilos de decoração e comporta vários modelos de telhas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *