Conheça os tipos de telhado mais adequados para cada projeto

Para algumas pessoas a escolha do tipo de telhado é uma questão estética. Para outras, o modelo de telhado escolhido cumprirá um papel estritamente funcional na obra. No entanto, o telhado quase nunca desempenha um função somente estética ou estrutural: ele precisa ser projetado para atingir ambos objetivos.

O erro de alguns construtores é pensar que o telhado deve ser escolhido por último — durante o projeto ou até mesmo já na obra — e que o importante é só a casa. Porém, o telhado determinará diversos fatores que impactam no projeto e durabilidade da obra como escoamento e até mesmo a carga estrutural.

Neste artigo, vamos explicar um poucos mais sobre os tipos de telhado e como eles irão impactar as escolhas e etapas técnicas do projeto, além de ajudar a determinar elementos estéticos importantes no resultado final da obra. Quer aprender a escolher o tipo de telhado correto para a sua obra? Então confira!

Quantos tipos de telhados existem?

Muitos. Os tipos de telhados são muito variados já que o limite para a criação de um telhado diferente são apenas a imaginação e os requerimentos técnicos de segurança para a sua construção — e, convenhamos, com novos materiais mais leves e resistentes surgindo a cada dia isso não é nada difícil.

Para este artigo, resolvemos abordar os 10 modelos de telhado mais comuns no país e deixar de lado modelos adotados em outros países como os Estados Unidos. Apesar de existir cada vez mais uma importação de técnicas e estilos arquitetônicos do exterior (como o light steel frame ou o wood frame), o Brasil ainda é forte em seus tipos de telhados tupiniquins e que têm muito da herança arquitetônica portuguesa.

Como saber se foi escolhido o telhado do tipo certo?

Para saber se você escolheu o tipo de telhado correto para a sua obra você precisa analisar 3 fatores: qualidade do escoamento, impacto estético e adequação estrutural.

Qualidade do escoamento

A qualidade de escoamento é o primeiro que vem à cabeça. Uma das principais funções do telhado é fornecer proteção para a casa durante chuvas e tormentas. Se ele não fornecer o fluxo de escoamento necessário para o tamanho da sua obra, isso pode acarretar problemas de sobrecarga (por conta do acúmulo excessivo de água), infiltração e até danos às telhas e estrutura devido ao vento ou força da água.

Impacto estético

Já o impacto estético tem a ver com os compromissos estéticos que você está disposto a fazer em seu projeto para utilizar ou não um determinado telhado. Digamos que, por exemplo, você quer construir uma casa na árvore e gostaria de utilizar um telhado sobreposto no projeto.

Esteticamente a sua casa vai ficar linda, porém seu arquiteto ou engenheiro precisa advertir que essa não é a melhor opção para essa obra. Devido aos diversos galhos das árvores, o fluxo da água das chuvas será completamente irregular e pode deixar partes do telhado sobreposto expostas à infiltração e dano. Nesse caso, uma opção mais adequada seria o telhado quatro águas (com telhas PVC) e isso terá um impacto na estética final do imóvel.

Adequação estrutural

O último fator é a adequação estrutural. Esse fator é mais fácil de entender e tem a ver com as condições de força e materiais que a sua obra possui para receber o tipo de telhado escolhido. Por exemplo: se você construir uma cabana de madeira e optar por um telhado de concreto com laje você fará sucumbir as paredes de madeira.

10 principais tipos de telhado comuns na construção

Agora vamos conhecer os principais tipos de telhado mais comuns na construção civil. Escolhemos os 10 principais tipos e colocamos algumas informações adicionais que lhe ajudarão no processo de escolha como o custo médio do telhado e também os tipos de telha mais utilizados.

1. Telhado de chalé

Vamos começar com o nosso tipo de telhado preferido, o telhado de chalé! Esse telhado icônico acaba cumprindo muito mais do que a função estética nos chalés, sendo também parte de sua estrutura principal. Por esse motivo, não é possível separar o tipo de construção do tipo de telhado, já que os dois são um só.

A qualidade do escoamento nesse tipo de telhado é excelente, muito por conta de ter sido pensada para escoar a neve e evitar seu acúmulo que pode levar a sérios danos estruturais por conta do sobrepeso.

Quanto custa um telhado de chalé?

Geralmente o custo do telhado não fica separado do chalé de madeira. No entanto, é possível estimar que o custo do telhado em si se resuma apenas às telhas, cantoneiras, calhas e cumeeiras já que não é necessário fazer o madeiramento (a própria estrutura do chalé é suficiente, inclusive os chalés pré-fabricados).

Tipos de telha mais comuns: telha térmica, telha de zinco, telha ecológica, telha de fibrocimento.

2. Telhado uma água (colonial)

Os tipos de telhado a seguir são conhecidos como telhados coloniais. Como você pode imaginar, esse tipo de telhado é herança da colonização portuguesa e prevalece até hoje na construção civil brasileira, seja pelo seu estilo que remete aos casarões coloniais ou simplesmente pela facilidade em encontrar materiais e profissionais especializados nesse tipo de telhado.

A modelo de telhado uma água significa simplesmente que todo o escoamento de água do telhado é feito em apenas em lado. Ele é utilizado geralmente em casas simples como edículas por conta do custo e também da simplicidade da construção.

Quanto custa um telhado uma água?

Um telhado colonial com uma água custa por volta de R$120 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha portuguesa, telha de cerâmica comum, telha de PVC.

3. Telhado duas águas (colonial)

O telhado de duas águas segue o mesmo princípio do anterior, porém adotando duas faces de escoamento. Essas duas faces de escoamento podem ser obtidas pelas divisões em cangalha (onde o encontro das duas faces de escoamento é feita na cumeeira) e americano (onde o encontro acontece em desnível e uma face fica acima da outra).

Quanto custa um telhado duas águas?

Um telhado colonial com duas águas custa por volta de R$145 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha portuguesa, telha de cerâmica comum, telha de PVC.

4. Telhado três águas (colonial)

O tipo de telhado com três águas emprega três faces de escoamento no telhado, formando uma espécie de triângulo e é geralmente utilizado em grandes construções térreas como as casas de campo, por exemplo. Neste telhado o encontro de todas as faces é feito sob as cumeeiras e ele pode ser usado em combinação com outros telhados (uma água e duas águas).

Quanto custa um telhado três águas?

Um telhado colonial com duas águas custa por volta de R$177 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha portuguesa, telha de cerâmica comum, telha de PVC.

5. Telhado quatro águas (colonial)

Indicado para casas onde é necessária uma grande capacidade de escoamento de água, o telhado quatro águas utiliza quatro faces de escoamento todas unidas sob as cumeeiras (que podem ser únicas, em linha, ou múltiplas). Este tipo de telhado também é comum em casas de madeira simples.

Quanto custa um telhado quatro águas?

Um telhado colonial com duas águas custa por volta de R$250 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha portuguesa, telha de cerâmica comum, telha de PVC.

6. Telhado sobreposto

O telhado sobreposto é daqueles tipos de telhado que chamam a atenção. Com suas formas geométricas agudas e irregulares, ele dá um ar ultra-moderno à construção. Tudo isso, porém, vem com um preço premium tanto pelos materiais utilizados quanto pela mão de obra necessária.

Quanto custa um telhado sobreposto?

Um telhado sobreposto pode custar por volta de R$500 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha térmica (sanduíche), telhas metálicas, telhas PVC ou fibra de vidro.

7. Telhado borboleta

O telhado borboleta pode ser utilizado tanto devido à sua estética incomum quanto para quem procura um uso funcional para o telhado como a captação de água das chuvas. Esse tipo de telhado direciona o escoamento para o centro do imóvel, que precisa estar equipado com uma estrutura de calha central robusta para não ter problemas.

Quanto custa um telhado borboleta?

Um telhado borboleta pode custar por volta de R$350 por m².

Tipos de telha mais comuns: telha térmica, telhas metálicas, telhas de PVC, telhas cerâmicas, telhas de cimento, telhas ecológicas e telhas de fibra.

8. Telhado em “L”

O telhado em “L” pode ser construído com quase qualquer tipo de telhado apresentado aqui (com exceção do telhado de chalé). Porém, geralmente é feito com o telhado uma queda ou com apenas uma face de escoamento.

Para aproveitar melhor as características da construção, geralmente são utilizadas telhas mais lineares e leves. O fluxo de água é todo levado para o centro da construção na maioria dos casos, aproveitando também sua característica para a disposição de varandas ao redor da casa.

Quanto custa um telhado em “L”?

Um telhado em “L” pode custar por volta de R$125 por m².

Tipos de telha mais comuns: telhas cerâmicas, telhas térmicas, telhas de fibrocimento e telhas ecológicas.

9. Telhado curvo

O telhado curvo é uma construção por si só. Geralmente construído de concreto armado, esse tipo de telhado exige uma construção robusta e que esteja preparada para recebê-lo desde a sua concepção devido ao alto peso e carga estrutural que ele ocasiona.

Quanto custa um telhado curvo?

Um telhado curvo pode custar por volta de R$1.000 por m².

Tipos de telha mais comuns: concreto / cimento.

10. Telhado verde ou vivo

O telhado verde tem ganhado cada vez mais espaço nas construções convencionais e deixando de ser esclusivo da bioconstrução. Esse tipo de telhado traz muito conforto térmico, estilo inconfundível e cumpre uma função muito legal que é fornecer espaço verde oua té uma horta na sua casa.

Este telhado também exige planejamento para implementação, já que irá exigir características de escoamento e impermeabilização da laje que os outros tipos de telhado não necessitam. Ele também pode gerar carga extra dependendo do cultivo realizado sobre o mesmo.

Quanto custa um telhado verde?

Um telhado verde pode custar por volta de R$300 por m².

Tipos de telha mais comuns: grama, hortaliças, pequenas espécies frutíferas.

Decida o tipo de telhado ainda na fase de projeto

Uma dica importante para não ter problemas ou frustrações com qualquer tipo de telhado é já escolhê-lo na fase de projeto. Preparar a obra para receber um telhado que acomode seus desejos estéticos e os requisitos técnicos que fornecerão segurança e durabilidade ao imóvel é um passo essencial e não deve ser ignorado.

Avalie com muito cuidado todas as suas opções e decida com o apoio de um profissional especializado. Se precisar ou desejar mudar o telhado durante uma reforma, acesse novamente os mesmos profissionais responsáveis pelo projeto original para averiguar as mudanças estruturais necessárias.

Tipos de telhado: qual escolher afinal?

Escolher um tipo de telhado pode parecer uma tarefa difícil diante de tantas opções e fatores para avaliar, mas é mais simples do que se pensa. O conselho mais básico que podemos fornecer é não tentar forçar um uso não adequado simplesmente por questões de gosto ou de custo.

Opte sempre pelo tipo de telhado mais seguro e de acordo com o orçamento que você tem disponível no momento. Se for preciso alterar o projeto (fazendo-o custar mais ou menos), altere. Nunca comprometa a segurança da obra que será o seu lar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *