Telhado verde: veja as vantagens e como construir um telhado ecológico

Existem inúmeras maneiras de tornar uma construção mais ecológica e menos nociva ao meio ambiente. Apostar em métodos construtivos que geram menos entulho como as casas pré-fabricadas e em materiais construtivos renováveis como a madeira de reflorestamento são apenas uma delas. Mas também existe o telhado verde.

Surgindo como uma forma de trazer maior conforto térmico, mais qualidade do ar e também maior apelo estético modificando apenas o seu tipo de telhado, o telhado verde, ou telhado ecológico, merece destaque. Esse tipo de cobertura pode ser aplicado em praticamente qualquer tipo de construção, sejam elas casas de madeira ou não.

Neste post, vamos explicar como funciona o telhado verde, quais suas vantagens e quanto custa para construir esse telhado inovador que troca todos os telhados e estruturas convencionais por matéria orgânica viva. Vamos conhecer um pouco mais?

O que é um telhado verde?

Um telhado verde é um telhado que, ao invés de utilizar qualquer tipo de telha convencional, utiliza uma camada de terra ou substrato para plantar gramados, hortas e até árvores sobre o telhado da casa. Isso faz com que se amplie significativamente a área verde do imóvel, além de melhorar o conforto termoacústico da construção.

O telhado verde também é conhecido como telhado vivo ou telhado ecológico. Todos esses nomes se referem ao mesmo tipo de implementação de cobertura de casas que consiste no plantio de vegetação sobre a estrutura, sejam elas desde musgos e gramíneas de porte pequeno até plantas maiores ornamentais ou frutíferas.

No entanto, não basta jogar terra sobre o telhado e começar a plantar. A estrutura e composição do telhado muda bastante com o telhado verde, sendo necessário instalar camadas de diversos materiais que terão papéis essenciais que vão desde a estruturação das raízes até o escoamento de água eficiente.

Como o telhado verde funciona?

Como já adiantamos acima, o telhado verde não consiste apenas em crescer plantas sobre qualquer cobertura de imóveis. Na verdade é preciso utilizar técnicas e materiais adequados para implementar esse tipo de telhado sem que haja problemas de infiltrações e, ainda mais grave, sobrecargas estruturais.

O princípio de funcionamento do telhado verde é bem simples: manter uma estrutura viva na cobertura da casa ajuda a resfriar o imóvel e protegê-lo dos raios solares e das intempéries. Além disso, o telhado verde otimiza a conversão de gás carbônico em oxigênio, melhorando significativamente a qualidade do ar em seu lar.

Além dos benefícios diretos trazidos pelo telhado ecológico, esse tipo de cobertura também gera benefícios adicionais inerentes ao aumento da quantidade de plantas no ambiente: mais qualidade de vida com um espaço verde privado e aumento na fauna local (especialmente em ambientes urbanos, onde ela pode ser rara).

Elementos que formam o telhado verde

Como você deve ter visto pelos diagramas acima, o telhado verde consiste de uma série de materiais instalados em camadas para permitir que as plantas cresçam com vigor sem afetar a estrutura da casa ou gerar problemas como infiltrações e vazamentos.

Cada projeto, modelo ou fabricante de telhado pode implementar a solução de uma maneira diferente. Portanto, a quantidade de camadas pode variar bastante de acordo com isso. No entanto, um telhado verde comum costuma contar com pelo menos 7 camadas de materiais diferentes, cada uma com a sua própria função:

Telhado/laje

O telhado é a primeira camada (baixo para cima) a constituir o telhado verde. Ele pode ser a própria laje do imóvel ou chapas de madeira como compensado naval, OSB ou outros tipos de madeira. Essa camada suportará todas as camadas seguintes e seu peso, portanto é preciso que seja bem estruturada e de acordo com as especificações de carga e peso necessárias.

primeira camada do telhado verde - telhado ou laje

Membrana à prova d’água

A membrana à prova d’água nada mais é que uma camada impermeável, capaz de proteger a laje ou as chapas de madeira da água e da umidade. Ela será a responsável por evitar vazamentos e infiltrações caso haja falha no sistema de drenagem. Não precisa ser necessariamente ser aplicada em forma de membrana, podendo também ser aplicada em forma de spray ou rolo, de acordo com o produto específico escolhido.

segunda camada do telhado verde membrana impermeável

Barreira contra raízes/isolamento

A barreira contra raízes será responsável por impedir que as raízes alcancem as camadas inferiores do telhado verde. Em muitos casos (como no apresentado no diagrama) ela pode ter função dupla, sendo também uma camada de isolamento termoacústico especialmente projetado para aplicação em telhados vivos ou estruturas semelhantes.

terceira camada do telhado verde isolamento barreira contra raízes

Sistema de drenagem

O sistema de drenagem é uma camada construída especificamente para este fim no telhado verde. Ele possui canais capazes de escoar a água absorvida da chuva ou irrigação de maneira eficiente para as calhas ou sistema de coleta de água das chuvas. Um sistema de drenagem bem projetado garantirá que a água não chegue às demais camadas, inclusive a membrana à prova d’água.

quarta camada do telhado verde sistema de escoamento

Material permeável/filtragem

O material permeável, muitas vezes chamado simplesmente de filtro, tem a função de impedir que pequenas partículas de terra, substrato e material orgânico natural passe para o sistema de drenagem causando entupimentos. Esse filtro é essencial para evitar problemas, afinal se ele falhar o sistema de drenagem também irá falhar logo em seguida.

quinta camada do telhado verde filtragem

Terra e/ou composto orgânico

A terra, composto orgânico ou material próprio para o plantio de vegetação (também existem lãs especiais para esse tipo de aplicação) é a penúltima camada. Ela será a responsável por fornecer os nutrientes necessários para o crescimento das plantas utilizadas no telhado verde. Utilizar uma terra de qualidade, observando fatores como nutrientes e o ph do solo são essenciais, especialmente nas fases de plantio iniciais e aclimatação das mudas.

sexta camada do telhado verde terra ou substrato

Plantas

Finalmente as plantas, as estrelas do show…. ou melhor, do telhado verde. A variedade de plantas que podem ser utilizadas em telhados verdes é grande, podendo ir desde gramíneas simples até árvores frutíferas medianas e que não tenham raízes muito robustas. É sempre indicado consultar um botanista ou profissional especializada para recomendar as melhores espécies para o seu telhado e também para o clima da sua região.

sétima camada do telhado verde plantas vegetação

Quanto custa um telhado verde?

O custo do telhado verde pode variar de acordo com as especificações e dificuldade de execução do projeto. Em linhas gerais, no entanto, os preços para esse tipo de telhado ficam entre R$250,00 e R$450,00 por m². Lembrando que o custo pode ser ainda maior se o telhado precisar de reforços estruturais para receber a carga.

5 principais vantagens de se construir um telhado verde

Existem inúmeros vantagens em instalar um telhado verde em sua casa ou até mesmo imóvel comercial. Muitas delas já abordamos no decorrer do artigo, mas existem pelo menos 5 vantagens principais que lhe ajudarão a decidir se investir em telhados ecológicos é interessante para a sua obra.

1. Mais ecológico ✔️

O primeiro e mais óbvio é que o telhado verde torna o ambiente muito mais ecológico, ajudando a compensar o espaço natural ocupado pelo imóvel através de suas plantas no telhado, além de ajudar a atrair a fauna natural de volta a ambientes predominantemente urbanos.

2. Conforto termoacústico e economia ✔️

O telhado verde também é capaz de aumentar o conforto termoacústico do imóvel exponencialmente. Como visto nos diagramas anteriores, por conta da evaporação e da proteção contra a incidência de raios solares no telhado, o interior do imóvel fica muito mais fresquinho e confortável (ideal para o clima brasileiro).

Isso também traz uma economia de energia elétrica gigantesca no fim do mês, sem a necessidade de colocar aparelhos como ares-condicionados, climatizadores de ar e ventiladores para funcionar durante o dia.

3. Manutenção facilitada ✔️

O próprio telhado verde, se bem projetado, pode cuidar de si próprio. Aliando o telhado verde a um sistema de captura e armazenamento de água das chuvas, é possível manter um ciclo de irrigação contínuo sem a necessidade de gastar mais com água durante as épocas de seca e poucas chuvas.

4. Autossustentabilidade ✔️

O telhado verde também é incrível para projetos de casas totalmente OFF-Grid e/ou integradas completa ou parcialmente em sistemas de cultivo de ciclo contínuo como a permacultura. Não é à toa que esse tipo de telhado também é o preferido da bioconstrução.

5. Valoriza a arquitetura do imóvel ✔️

Além de todas as vantagens apresentadas acima, o telhado verde ainda ajuda a valorizar o imóvel. Um telhado cheio de plantas vira um espaço de lazer e convivência com seus familiares, desfrutando do ar limpo e fresco sem precisar deixar o conforto e a segurança da sua própria casa.

Aplicações interessantes e ecológicas do telhado verde

Bom, você já viu que o telhado verde pode trazer muitas vantagens tanto para um imóvel, quanto para seus residentes. Agora, você ficou curioso para saber como essa ideia ficaria na sua casa atual ou na sua casa dos sonhos? Então dê uma olhada nessas ideias de telhados verdes que separamos para lhe inspirar:

Telhado verde “Nouvelle”, da arquiteta Martha Schwartz, em Natick EUA

Nouvelle, em Natick, é a melhor prova de que a vida urbana pode oferecer luxo, privacidade e vistas maravilhosas de um belo jardim através de um telhado verde. Projetado por Martha Schwartz, esse telhado gigantesco traz o equilíbrio perfeito entre a natureza e a perspectiva espacial, oferecendo uma grande variedade de elementos e cores ricas.

Telhado verde “Orto fra i cortili” do arquiteto Piuarch, em Milão na Itália

Este telhado verde/jardim em Brera, um bairro central de Milão, mostra perfeitamente como é possível reinventar mesmo lugares com edifícios antigos ou históricos. Esse era um espaço vazio que foi transformado em telhado verde para uso residencial. Um sistema modular de reaproveitamento de paletes forma a estrutura base.

Telhado verde da prefeitura de Chicago, do Atelier Dreiseitl, nos EUA

A Urban Heat Island Initiative foi lançada em 2000, em Chicago, tentando resolver o problema da falta de espaços verdes da cidade. O projeto também teve um objetivo científico: testar os benefícios dos telhados verdes na temperatura e qualidade do ar, além de avaliar a absorção de águas pluviais. O projeto piloto foi realizado no edifício da prefeitura da cidade.

Telhado verde “Vierhavenstrip”, do arquiteto Buro Sant, em Roterdã, na Holanda

A falta projetos específicos para espaços urbanos ao ar livre em torno de distritos e centros comerciais levou o arquiteto Buro Sant a projetar um telhado verde com um amplo parque público externo na cobertura, trazendo múltiplos benefícios não só para a vizinhança, mas também para todo o distrito.

Telhado verde no DM2 Housing Project, do estúdio OODA Architects, em Portugal

Parte telhado verde elegante, parte parque de estacionamento. Neste projeto na cidade histórica do Porto, em Portugal, os arquitetos incorporaram um pátio com dupla função. O edifício passou a ter uma função residencial, principalmente para jovens, e acima de uma das unidades residenciais o espaço antes inteiramente dedicado ao estacionamento tornou-se um belo e simples telhado verde. Conheça algumas casas de madeira em Portugal.

Telhado verde da Delft University of Technology, de Mecanoo Architecten, Holanda

Fazer a paisagem encontrar a tecnologia. Este era o objetivo da Mecanoo Architecten, que projetou a biblioteca da Universidade de Delft em um plano inclinado, estendendo a grama do chão até a borda do telhado do prédio para que os alunos pudessem desfrutar do gramado acima do prédio.

Telhado verde da sede da ASLA, de Michael Van Valkenburgh, Washington, EUA

O projeto ASLA Green Roof converteu um telhado de uma empresa em um exemplo interessante de tecnologia de telhado verde, apoiando um espaço social ativo e demonstrando os benefícios ambientais dos telhados ecológicos. A base da vegetação em forma de ondas funcionam como um isolamento acústico e ainda escondem as grandes unidades de ar-condicionado industriais do prédio.

Telhado verde do Escritório de Patentes Europeu, em Rijswijk, Noruega

Esse telhado verde tenta reproduzir ao máximo a paisagem holandesa. Dividido em diferentes áreas, o telhado conta com várias opções ecológicas, separados por pequenos lagos construídos com argila marinha. Telhado só utiliza espécies nativas da região e todo ano borboletas e abelhas que haviam desaparecido da região.

Telhado verde do Parque Saint Johns Bulwark, em Oslo, na Noruega

Construído em Oslo, o parque abriga um museu na Holanda. Ao lado do café com terraço construído sobre a antiga fundação, o parque recebe sol durante a maior parte do dia de forma que foi necessário criar uma zona de conforto climático através de um telhado verde extenso que acabou virando uma extensão do parque.

Telhado verde em no condomínio Anton e Gerard, por Buro Lubbers, na Holanda

Esses telhados verdes foram construídos em um prédio industrial em Eindoven, na Holanda, em 2000. Cerca de 27 hectares foram transformados em jardins sobre os telhados, com a oportunidade de desenvolver os telhados como espaços verdes abertos para seus habitantes.

Conclusão: os telhados verdes valem a pena?

Sim, os telhados verdes valem muito a pena. Eles aliam ecologia, sustentabilidade e beleza arquitetônica a benefícios muito mais pragmáticos como o conforto termoacústico do imóvel e uma grande economia de energia. Se sua casa pode receber esse tipo de telhado, ele será um excelente investimento para você e sua família.

Ficou com alguma dúvida em relação ao telhado verde? Deixe nos comentários para podermos lhe ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *