balaústre

Balaústre: preços, modelos e tudo para saber antes de comprar

Página Inicial » Decoração » Balaústre: preços, modelos e tudo para saber antes de comprar

Escolher um estilo de arquitetura para a sua casa geralmente é um desafio. Além das tendências do mercado da construção civil, existem muitas opções que, apesar de antigas, nunca saem de moda. Um ótimo exemplo de decoração que segue conquistando as pessoas é a clássica, que com componentes como o balaústre preço, nunca sai de moda. 

O nome balaústre é estranho para você? Está se questionando se conhece o material? Apesar do nome diferente, temos certeza de que você já viu alguma casa, prédio ou edifício histórico. E mais: tem grande chances de ter elogiado a arquitetura do imóvel justamente por essa composição.

Ficou curioso para descobrir o que é? Continue lendo este conteúdo e entenda o que é balaústre: preço, modelos e muito mais. No final certamente irá querer incluí-lo no seu projeto

O que é balaústre? 

Balaústre ou balaustra é um item arquitetônico que tem origem italiana. A peça é originária da época do Renascimento e compunha o visual dos grandes palácios. Trata-se de  uma espécie de coluna ou pilar utilizado atualmente principalmente para proteger escadas, sacadas, varandas, entre outros locais. 

O alto padrão dos materiais que o compunham, juntamente com o acabamento minucioso e extremamente bem trabalhado, são os diferenciais da peça. Por isso, sua inclusão vai muito além de finalidades usuais como segurança, passando a ser também decorativa e paisagística. 

Não há dúvidas de que você já viu um balaústre de concreto na ornamentação de jardins, de mansões, de museus e até de casas populares. Geralmente finalizada na cor branca, dão o toque final nas construções clássicas. Mas também existem outros modelos, que veremos a seguir, que seguem uma versão mais atual,  a neoclássica.

Arquitetura clássica

Arquitetura clássica
Templo de Afaia, Grécia.

Antes de entender o conceito de balaústre, é interessante conhecer mais a fundo a arquitetura clássica e seu surgimento. 

A arquitetura clássica tem origem da Grécia Antiga e da Roma Antiga. A sua existência esteve ameaçada com o colapso que aconteceu na parte ocidental do Império Romano, em que suas tradições deixaram de ser praticadas em grande parte da Europa Ocidental. Já no Império Bizantino, a composição antiga se manteve, mas em um estilo bizantino distinto.

Foi somente no Renascimento carolíngio do final dos séculos VIII e IX que ocorreram as primeiras tentativas conscientes de retomar a arquitetura clássica. Um exemplo é a portaria da Abadia de Lorsch (c. 800), localizada na atual Alemanha, que traz um sistema de colunas e arcos alternados semelhante ao do Coliseu em Roma.

Carregada de um charme único e marcante, a arquitetura clássica é fácil de ser identificada em meio às construções tradicionais ou modernas. Seus traços chamam a atenção e seguem um padrão cujo cada elemento conversa harmonicamente com os demais. Algumas características desse estilo são:

  • Imponência: é quase impossível uma arquitetura clássica passar despercebida. Composta de construções grandes e cômodos espaçosos, essa combinação reforça a sensação de amplitude, nobreza e suntuosidade;
  • Sobriedade: a cor é a segunda peça mais fundamental desta obra. Dificilmente você verá imóveis clássicos com cores chamativas e vibrantes. Os tons e cores utilizados são sóbrios e neutros, especialmente nas partes maiores;
  • Verticalização: outra característica bem marcante é a verticalização das construções. Não é incomum encontrar colunas altas, pés-direitos altos e linhas que apontam para o céu na arquitetura clássica. Esses detalhes também contribuem para a potencialização da noção de amplitude e grandeza;
  • Materiais nobres: o investimento em materiais de qualidade e que transparecem o alto padrão é nitidamente visível.  É comum o uso de mármore, madeiras maciças de lei, pedras preciosas e qualquer outro material que denota riqueza;
  • Componentes decorativos marcantes: outra característica marcante desse estilo é a decoração. São utilizados tecidos, estofados, peças raras e caras.

Modelos de balaústre

Apesar do balaústre de concreto ser a opção mais conhecida, existem modelos de outros materiais. Conheça as opções mais utilizadas na construção civil atualmente:

Balaústre de concreto/cimento 

Balaústre de concreto_cimento 

O balaústre de concreto, além de ser o mais conhecido no setor, é o mais versátil. A peça combina com praticamente todos os ambientes, destacando-se principalmente nas áreas externas. 

Os locais em que mais verá o material são nas varandas e sacadas. A composição é predominantemente nas cores branca ou cinza. Os terraços e sobrados também costumam ter a peça, o que dá um tom clássico à decoração. 

Mas vale lembrar que apesar de ser um item decorativo, também faz parte da estrutura do imóvel. Portanto, é necessário seguir as indicações de construções. 

Assim como muitos materiais de construção da época clássica, o balaústre feito de cimento é extremamente resistente. Mesmo exposto ao sol e às mudanças climáticas, é capaz de durar décadas. 

Balaústre de madeira 

Balaústre de madeira 

Claro que não poderia faltar uma versão em madeira, não é? Um material tão versátil e acolhedor, é perfeito para compor também o balaústre. Se você busca algo diferente do modelo tradicional, o balaústre de madeira é uma opção interessante. 

Mas vale ficar atento às indicações de aplicações, pois a sua utilização não é indicada em todos os lugares. Ele é a melhor escolha para compor escadas, sendo uma excelente alternativa também para guarda corpos e varandas pequenas – de preferência sempre em áreas internas. 

Nas escadas, a forma correta de colocar é junto ao corrimão, garantido assim, mas segurança para as crianças e moradores em geral. Já nas áreas externas, algumas recomendações são válidas: realize a impermeabilização para garantir a durabilidade das peças e sempre prefira madeiras de boa qualidade, assim você mantém o padrão que o estilo exige.  

Balaústre de ferro

Balaústre de ferro

Outro material bastante usado na construção civil e que é muito interessante para compor o balaústre é o ferro. Acha que a combinação não fica boa por ser parte de um estilo clássico? É aí que você se engana! O balaústre de ferro combina perfeitamente com projetos em decoração vintage.

O melhor é que pode ser utilizado dentro e fora da construção, pois possui boa resistência e várias opções interessantes. Na parte interna contribui para a segurança dos locais como escadas e pavimentos superiores, adicionando elegância e sofisticação. 

Balaústre personalizado

Balaústre personalizado

Além dessas três opções, você também pode encomendar balaústre personalizado. Portanto, se você não gostou de nenhum desses modelos ou acha que não combinam muito bem com o seu estilo, personalize o seu com o material que quiser. 

Atualmente existem empresas que produzem que podem ser de vários materiais e desenhos. E o interessante é que você pode criar um item totalmente único para o seu lar, dando a ele ainda mais personalidade.

Preço do Balaústre

Para quem está na parte de montagem do orçamento de obras, pesquisar “balaústre preço” é fundamental para entender se vale a pena ou não investir neste item para a sua planta-baixa

Como a maioria dos materiais de construção, o preço do balaústre varia de acordo com o modelo, quantidade, região e acabamento. Mas fazendo uma pesquisa é possível ter uma ideia do valor médio de cada um.  

  • Balaústre de concreto: cerca de R$20,00 a unidade;
  • Balaústre de madeira: cerca de R$20,00 a unidade;
  • Balaústre de ferro: cerca de R$30,00 a  unidade.

Os modelos personalizáveis são mais difíceis de traçar uma média, pois depende de muitos fatores. Então, o ideal é solicitar um orçamento exatamente do modelo que sonhou e ver a possibilidade de aquisição. 

Outra dica, que vale para todos os modelos, é pesquisar bastante as opções e preços. Confira o valor na loja física e também na virtual, pois como se trata de uma peça com um valor um pouco elevado, tendo em vista que requer uma boa quantidade de unidades, vale a pena buscar as melhores condições. 

Quantos balaústres colocar por metro?

Por mais lindo e harmônico que o balaústre seja, não podemos esquecer a sua real finalidade. Além de bonito, é também considerado um item ornamental, a instalação do balaústre em sacada e outros locais elevados requer maiores cuidados devido aos riscos de segurança. Por isso, ele é muito usado como guarda-corpo em escadas, varandas, sacadas e pontes, proporcionando segurança acima de tudo.

Neste sentido, é essencial fazer a instalação da forma correta e seguir as recomendações de distância entre cada peça. 

Quantos balaústres por metro é o recomendado?

A quantidade de balaústres por metro depende de fatores como o tamanho da base da peça e o tamanho do vão que fica entre os balaústres. A recomendação da ABNT é que a altura total da balaustrada [base de baixo + balaústres + corrimão de cima] seja de, no mínimo 1,10cm e que a distância entre as peças não exceda 11cm.

Apesar da recomendação, a definição de quantos balaústres colocar por metro fica a critério do engenheiro da obra ou do responsável pela segurança da obra. Tudo depende do projeto e do nível de gravidade do local onde serão instalados os balaústres de concreto. Mas vale lembrar que não se deve economizar quando se trata de segurança. 

No Brasil a base de utilização é:

  • 5 balaústres por metro para peças mais robustas;
  • 6 balaústres por metro linear para peças mais finas.

Como calcular a quantidade de balaústre?

Como calcular a quantidade de balaústre

Está em dúvida de como saber quantos balaústres você precisa para o local desejado de aplicação?O cálculo é mais simples do que você imagina, mas para te ajudar preparamos um direcionamento. 

Confira o passo a passo para saber a quantidade de balaústres que precisa para compor a sua balaustrada baseado no espaçamento desejado: 

  • Calcule o tamanho do local onde os balaústres serão instalados. (Exemplo: ‘1 metro’ = 100cm);
  • Calcule o tamanho da base do seu balaústre. (Exemplo de concreto: 15cm de base);
  • Estipule o tamanho do espaçamento entre as peças. (Exemplo: 5cm);
  • Experimente a divisão pensada colocando os balaústres um do lado do outro com o espaçamento escolhido . Não esqueça a questão da segurança;
  • Some o tamanho da base do balaústre com o tamanho do espaçamento desejado. (Exemplo: 15cm de base + 5cm de espaçamento = 20cm);
  • Divida o tamanho total do local pela soma da base do balaústre com o espaçamento. (Exemplo: 100cm/20cm=5 peças).

A composição do espaço ficou assim:

[2,5cm] + peça 1 + [5cm] + peça 2 + [5cm] + peça 3 + [5cm] + peça 4 + [5cm] + peça 5 + [2,5cm].

Como pintar balaústre de concreto?

Como pintar balaústre de concreto

Como o balaústre de concreto é o modelo mais utilizado, vamos adentrar um pouco mais em seu conteúdo, trazendo o passo a passo de como pintar o balaústre de concreto. Confira:

Materiais necessários:

  • Lixa;
  • Pincel;
  • Fita;
  • Tinta para fundo;
  • Massa acrílica;
  • Tinta acrílica ou tinta emborrachada.

Passo a passo:

1. Lixe toda a superfície

Utilize a lixa para remover toda a sujeira. Lixe todas as áreas, dando atenção para possíveis partes soltas o mal acabadas;

2. Remova o excesso de pó

Para remover o pó criado pelo processo de lixação, utilize o pincel ou um pano para deixar todas as áreas limpas;

 3. Marque o espaço para pintura

Com a fita, marque os locais que receberão a tinta, cobrindo os que não forem receber a tinta;

4. Passe o fundo

Com o auxílio do pincel, aplique o fundo em toda a área demarcada da peça. O tempo de secagem vai variar de acordo com o fabricante do produto, mas o recomendado é esperar no mínimo 2 horas;

5. Aplique massa acrílica nas imperfeições

Para cobrir as imperfeições e as possíveis falhas na peça que podem aparecer com o tempo e deslocamento, aplique a massa acrílica. A aplicação é feita com espatulas, que podem ser plásticas e metálicas.O tempo de secagem varia de acordo com o fabricante.

6. Lixe a massa acrílica

Após a secagem da massa acrílica, utilize a lixa para dar os toques finais no acabamento, visando deixar a peça o mais alinhada possível com o modelo original. Dê atenção especial para os locais em que a massa foi aplicada;

Também é importante retirar todo o excesso de pó para prosseguir para a próxima etapa.

7. Aplique da tinta

O processo de pintura irá depender do tipo de tinta que foi comprado, o recomendado é seguir as instruções da embalagem de forma detalhada. Para um resultado melhor, aplique mais de uma demão de tinta. 

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *