viga baldrame

Viga baldrame: saiba o que é e como utilizar essa estrutura na obra

Que tal entender o que é e quais são as funções da viga baldrame? Localizada abaixo do nível do chão, essa estrutura é essencial para a criação de qualquer projeto de qualidade. 

Por isso, caso esteja com planos em mente, é necessário entender como montar esse elemento e acompanhar todos os detalhes da obra. Ao investir na ideia, será possível ter mais segurança e, até mesmo, se familiarizar com o universo da construção para alcançar resultados certeiros. 

Pensando nisso, resolvemos criar um post completo, com todas as informações a respeito dessa execução e os fatores que precisam ser considerados daqui para frente. Vamos lá!

Afinal, o que é uma viga baldrame?

Primeiramente, vamos entender o que é a viga baldrame. Em linhas gerais, definimos essa estrutura como um tipo de fundação rasa e de apoio. A sua construção é realizada com base em concreto armado e apresenta um formato em “retângulo”. 

Como falamos acima, essa peça deve ser posicionada logo abaixo do nível do solo, sendo capaz de percorrer a extensão das paredes da construção. Tais elementos também atuam dividindo a infraestrutura da supraestrutura e conectando as sapatas isoladas para promover uma distribuição melhor dos pesos da obra. 

Ela ainda é responsável por realizar o travamento dos pilares ou colunas. Em geral, a armação de aço mais usada para essa finalidade apresenta um visual de “coluna”, sendo formada por quatro barras de aço. 

Um fato curioso é que, em projetos de casas compactas e que possuem o solo firme, a fundação pode ser feita apenas com a viga baldrame. Nessas circunstâncias, os arranques são distribuídos no local e travados na própria armadura da viga, antes mesmo de ser iniciada a etapa da concretagem. 

Qual a função da viga baldrame?

imagem de viga baldrame no canteiro de obras
Viga Baldrame finalizada e pronta para receber o assentamento de tijolos e/ou casa pré-fabricada. Imagem: Souza Filho.

No desenvolvimento dos projetos estruturais em concreto armado, as vigas baldrame servem para receber as cargas das paredes — e demais elementos — e, posteriormente, transferir esse peso para outras partes da fundação. Esse é o caso dos blocos de coroamento e das sapatas corridas

Por isso, essa opção deve ser usada quando as paredes não se encontram devidamente apoiadas em fundações diretas. Uma vez presentes na construção, elas atuam em conjunto com as fundações isoladas, que lhes oferecem apoio. 

Vale ressaltar que as vigas baldrame são bem parecidas com as vigas estruturais e, portanto, precisam receber somente um cobrimento de armaduras maior do que aquelas que compõem as outras vigas da construção. Esse cuidado é essencial para proteger as armaduras de diversos problemas que podem existir nos subsolos e que acabam comprometendo o resultado do projeto. 

Qual a diferença entre a viga baldrame e a sapata corrida?

imagem de sapata corrida sendo preenchida na forma
Sapata Corrida sendo preenchida com concreto em sua forma. Imagem: APL Engenharia.

No setor da construção, não é raro encontrar pessoas que confundem a função da viga baldrame com a das sapatas corridas. Aqui, o ideal é observar que as sapatas precisam ser colocadas a uma profundidade mínima, a fim de evitar o seu descalçamento. 

Consequentemente, a diferença entre essa estrutura e a das vigas baldrame, é que as últimas necessitam de fundações independentes. Enquanto isso, as sapatas corridas fazem o papel da própria fundação. Bem simples!

Viga baldrame em chalés e casas de madeira

Um detalhe importante, é que a viga baldrame também pode ser facilmente aplicada na construção de casas e chalés de madeira. Em tais projetos, a estrutura atua como um forte aliado de resistência e segurança. 

Como executar uma viga baldrame

Abaixo, criamos um passo a passo com todas as etapas da execução das vigas baldrame. Anote todos eles para acompanhar as obras com total atenção!

Passo 1: escavação 

processo de escavação da viga baldrame
Etapa de escavação da Viga Baldrame: todas as paredes do projeto já precisam ser conhecidas. Imagem: Casa Meili.

As vigas baldrame são posicionadas abaixo das paredes. Fato que faz com que seja preciso observar detalhadamente se os locais das escavações são correspondentes às localizações das futuras paredes. 

Para tanto, basta analisar as posições das escavações e compará-las com as da planta baixa de seu projeto de construção. Veja também, se o fundo recebeu uma boa camada de concreto magro — o equivalente a 5 centímetros. Essa etapa é essencial para isolar e nivelar a estrutura de aço presente no solo. 

Passo 2: armações de aço

construindo a armação para a viga baldrame
As armações de aço garante a rigidez estrutural necessária à Viga Baldrame. Imagem: J. Comp.

Essas estruturas precisam estar posicionadas com as dobras e os ferros para cima — e nunca entrar em contato com o solo. Por esse motivo, a dica é utilizar espaçadores para isolar o aço e impedir que as armações se movam no decorrer da fase de concretagem. 

Nas situações em que a fundação é formada por viga baldrame e sapatas isoladas, as armações de aço da viga contarão com as dobras feitas nos arranques já presos na construção das sapatas isoladas. 

Em se tratando da fundação composta apenas por viga baldrame, os arranques são fixados nas armações da viga, nos mesmos posicionamentos das colunas do seu projeto de obra. Lembre-se de conferir se as colunas estão bem aprumadas e se as barras de aço não entraram em contato com o solo

Passo 3: caixaria 

fazendo as caixarias para a viga baldrame
Construção das caixarias da Viga Baldrame: elas sustentarão o concreto até a secagem. Imagem: Greyson Joralemon

Para que as vigas baldrame tenham formato, os profissionais da área utilizam as clássicas tábuas de madeira. Conhecidas como caixarias, elas devem se encontram alinhadas, firmes e devidamente presas com arames ou, se preferir, com os parafusos do tipo “borboleta”. Ao finalizar a aplicação do concreto, certifique-se de que não existe nenhum vazamento no local

Passo 4: concretagem

concretando a viga baldrame
Preenchimento de Viga Baldrame com “caixaria” feita de alvenaria. Imagem: PiEco-Sus 3D.

Finalmente, chegamos na etapa da concretagem. Nesse ponto, o concreto precisa ser aplicado apenas quando as armações de aço estiverem posicionadas e fixadas nas caixarias. Ao longo da aplicação, fique de olho para observar se a mistura está lisa e com textura pastosa, que é o aspecto mais indicado para essa finalidade. 

De acordo com a disposição dos profissionais envolvidos na obra, o concreto também pode ser feito no próprio local ou comprado pronto. Tudo dependerá do seu orçamento e do cronograma do projeto. 

Aguarde até que o produto seque bem. Esse processo pode levar até cinco dias. Veja, por fim, se a aplicação não ficou com furos que permitam enxergar a estrutura do aço. Se isso acontecer, o procedimento deverá ser refeito. 

Passo 5: impermeabilização 

impermeabilizando a viga baldrame
Impermeabilização da Viga Baldrame aumenta sua durabilidade e evita transferência de umidade. Imagem: Imperfran.

Por fim, vem a impermeabilização, que deve ser realizada assim que as caixarias forem removidas. O cuidado serve para manter não somente a fundação protegida contra as infiltrações e a umidade, como também, a alvenaria e todos os seus revestimentos

Veja, por exemplo, se o produto foi aplicado corretamente e abrangendo toda a viga baldrame. Isso porque, alguns profissionais tendem a passar o impermeabilizante apenas na área superior da estrutura. Vai aplicar duas demãos do componente? Confira se elas foram cruzadas para conquistar um efeito ainda melhor. 

Viu só? Executar a viga baldrame é um processo mais simples do que parece. A sua única missão será entender bem todas as etapas dessa realização e acompanhar de perto os detalhes do seu projeto. Garantimos que o resultado será incrível!  

E caso tenha gostado do conteúdo e queira continuar acompanhando outras dicas imperdíveis como estas, aproveite para curtir as nossas páginas no Facebook e Instagram. Lá, compartilhamos diariamente informações que podem ajudar os seus projetos a serem ainda mais assertivos. Até mais!

Avalie este post!
[Total: 1 Média: 5]

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *