fundação radier

Radier: o que é e como fazer este tipo de fundação?

Sempre que planejamos a construção de um projeto, uma série de questões entram em pauta. Já na execução, uma das etapas mais importantes, sem dúvida, é a fundação da obra. Afinal, é ela que irá oferecer suporte para toda a estrutura do empreendimento

Hoje, um dos principais tipos de fundação é o radier. Também conhecida como fundação superficial (rasa) ou em placa, consiste em uma laje de concreto que sustenta toda a área da construção. Na prática, ela mantém contato direto com o solo, distribuindo a carga dos pilares e paredes de maneira uniforme.

O radier já é bastante popular na Europa e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, a técnica vêm ganhando espaço e vez no mercado da construção civil. Isso porque garante uma série de benefícios, como custo reduzido e execução ágil.

Neste artigo, aprofundamos o conceito deste tipo de fundação, além de apresentar os diferenciais e o passo a passo para aplicação na obra. 

Quer saber mais? Vem com a gente! 

Radier: fundação perfeita para solo com baixa resistência

De acordo com a definição da American Concrete Institute, na normativa ACI-360-R10, o radier é “uma laje sobre o solo, uma laje apoiada no solo, cuja principal finalidade é suportar as cargas aplicadas por meio da tensão admissível de suporte do solo (capacidade do solo)”.

Em outras palavras, neste tipo de fundação a carga do edifício é transferida dos pilares para o solo por uma laje de concreto, com 0,60m de espessura ou mais, colocada na superfície. 

Aqui no Brasil, o radier tem sido empregado especialmente em obras térreas e sobrados de pequeno porte. Contudo, o potencial deste tipo de fundação vai muito além. Em muitos países, essa modalidade é uma das mais usadas nos projetos. 

Diferentes tipos de Radier para cada solo

O radier é recomendado principalmente para obras que serão erguidas em solos com baixa resistência. Por isso, a análise de resistência do terreno é importante. 

Em suma, ela irá determinar qual tipo de radier deve ser usado. 

Conheça os principais tipos: 

Radier com concreto armado: a estrutura é formada por telas ou malhas de aço cobertas com concreto. Esta é a técnica mais empregada nas obras, especialmente em construções de pequeno porte. 

Radier com concreto protendido: consiste no uso de uma tela com cabos de aço coberta com concreto. Após a aplicação do concreto e antes da secagem completa, um macaco hidráulico é utilizado para esticar os cabos de aço. Com a cura do concreto, o macaco hidráulico é retirado. A técnica aumenta a resistência do concreto graças ao tensionamento dos cabos de aço. Geralmente, este tipo de  radier é usado para construção de áreas grandes, como salões de festas e estacionamentos. O radier protendido tem potencial de gerar uma economia de até 30%.

Agora você já conhece os principais tipos de fundação rasa, lembre-se: a avaliação do terreno é importante para definir qual radier será usado. Portanto, vale ficar atento a dois aspectos:

A análise do solo é feita por empresas especializadas. Geralmente, elas usam a metodologia de Sondagem a Percussão (SPT, do inglês, Standart Penetration Test), para sondar e reconhecer o solo. Portanto, busque um parceiro de confiança!

Um projeto de fundação estrutural é igualmente indispensável. Somente um engenheiro pode fazer os cálculos corretos e garantir que o radier irá suportar a carga da obra. Qualquer falha, pode gerar fissuras na estrutura! Então, conte com a ajuda de quem entende do assunto.

Quais as vantagens proporcionadas pela fundação radier?

fundação radier
Fundação Radier em comparação com Fundação Comum (viga baldrame). Imagens: APL.

O processo de construção do radier, feito em etapas, é simples: veremos a seguir! Não muito diferente das sapatas corridas e sapatas isoladas, basta um bom estudo de solo, um projeto claro e completo e cuidado na execução de cada passo. A prática está longe de ser complexa. Por isso, a fundação rasa traz uma série de benefícios para a obra. Veja alguns deles:

Redução de custos

Com um processo de execução fácil, o radier também exige uma quantidade menor de material, além de garantir maior rapidez na conclusão dessa etapa. Esses aspectos representam redução de custos, diminuindo o valor final da obra. 

Redução do número de colaboradores envolvidos 

A fundação rasa dispensa grandes escavações, montagens de formas ou armaduras complexas. Desse modo, você não precisa de muitos profissionais trabalhando nesta fase. Ou seja, é possível obter economia com as despesas de mão de obra. 

Maior velocidade na execução 

A fundação radier dispensa grande movimentação de terra. Os processos de nivelamento e compactação, bem como a montagem das fôrmas e armaduras são simples. Com isso, é possível ganhar velocidade na execução desta etapa. E, como bem sabemos, o tempo é um dos recursos mais valiosos. Então, mais uma vez, este tipo de fundação gera economia, além de aumento de produtividade. 

Radier: passo a passo para fazer um

Mas, afinal, como conduzir o processo de construção de um radier? Quais as etapas devem ser seguidas à risca? Apresentamos, a seguir, um passo a passo para orientar você. Confira: 

1. Análise do solo e projeto estrutural

análise do solo para fundação radier
Processo de análise do solo para a Fundação Radier. Imagem: MadVix.

Antes de começar a execução, você precisa checar se o terreno pode suportar a carga da obra e da fundação rasa. Lembra da análise de solo e da elaboração do projeto estrutural que mencionamos? Somente com essas etapas concluídas, você pode seguir para o canteiro de obras!  

2. Preparação do terreno e escavação

escavação da fundação radier
Escavação para a Fundação Radier. Imagem: CAT.

Hora de dar o start na execução! É preciso escavar e alinhar o solo. É importante saber: o radier deve ter uma área meio metro maior que a área da casa. Portanto, na escavação, verifique se a área cortada respeita essa regra, tomando como base as linhas do projeto estrutural da edificação.

3. Compactação e impermeabilização

compactação do solo para fundação radier
Compactação do solo para a Fundação Radier. Imagem: Vlok.

Feito o recorte, o próximo passo é compactar a área da construção. Além disso, é preciso garantir também a impermeabilização do terreno com a aplicação de uma manta plástica ou asfáltica sobre o solo compactado.

Dessa forma, é possível criar uma barreira de proteção para o concreto e para as ferragens, bem como evitar que o concreto perca água durante a secagem.

Lembre-se de delimitar a área da fundação rasa usando caixarias.

4. Instalações hidráulicas e elétricas

instalações hidráulicas e elétricas para fundação radier
Instalações hidráulicas e elétricas na Fundação Radier. Imagem: Zanollin.

As instalações hidráulicas e elétricas devem ser feitas atendendo às especificações do projeto. Por isso, é importante contar com o apoio dos profissionais especialistas neste tipo de demanda.

Verifique sempre se as tubulações foram fechadas corretamente. Esse cuidado impede a entrada do concreto e de outros materiais indesejados.

5. Posicionamento das telas de aço

posicionamento das telas de aço para fundação radier
Posicionamento das vigas e telas de aço para a construção da Fundação Radier. Imagem: The Plan.

Uma vez concluída a impermeabilização, as armações de aço podem ser posicionadas. Na sequência, é preciso fixá-las às colunas de aço do arranque, que devem estar perpendiculares (aprumadas) e no centro da coluna. 

Por fim, garanta que nenhuma peça de aço tenha contato com o solo.

6. Concretagem

concretagem da fundação radier
Processo de concretagem da Fundação Radier. Imagem: The Plan.

Com as armações de aço e caixarias fixadas, é hora de despejar o concreto, que pode ser usinado ou feito no canteiro de obras. Na aplicação, lembre-se de checar se aparência do concreto é pastosa e homogênea. É importante assegurar a qualidade da concretagem!

Após sete dias de cura, o concreto deve ter uma cor uniforme, com acabamento perfeito, ou seja, sem furos mostrando as estruturas de aço.

Se você optar pelo radier protendido, lembre-se de realizar a protensão da armadura. O processo deve ser feito três dias após a concretagem. 

Use macacos hidráulicos para esticar toda a malha de cabos de aço da armadura ativa. Depois de sete dias, retire os macacos. A resistência do radier é potencializada com o tensionamento.

Por fim, conclua o processo com a impermeabilização da superfície da laje de fundação. Assim, você protege a estrutura, aumentando a segurança e a durabilidade da edificação.

Fundação radier para casas e chalés de madeira

fundação radier para casas de madeira
Fundação Radier é a opção mais indicada para casas e chalés de madeira, especialmente as pré-fabricadas. Imagem: Josh Hild.

Como vimos até aqui, a fundação rasa proporciona uma série de benefícios para obras de diferentes portes.

Na prática, o radier é amplamente indicado para chalés de madeira, como o wood frame e casas pré-fabricadas, e outros sistemas industrializados, como o light steel framing

Ao escolher a fundação radier para o seu projeto de chalé de madeira, você obtém uma série de benefícios:

  • Agilidade e rapidez já na fundação, etapa inicial da obra;
  • Garantia de impermeabilização e qualidade estrutural da fundação;
  • Redução de custos com mão de obra;
  • Instalações hidraúlicas e elétricas feitas desde o início do projeto. 

Certamente, essa é uma fundação que você pode considerar para a sua obra. Mas lembre-se: faça a análise de solo para avaliar a viabilidade de uso do radier

Gostou do material e quer saber mais sobre outros conceitos e práticas de construção para o seu chalé de madeira? Continue acompanhando o site! Produzimos conteúdo de valor, pensando em ajudar você 😉  

Avalie este post!
[Total: 1 Média: 5]

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *