cálculo de escada

Cálculo de escada: como calcular o tamanho certo de forma simples

Fazer o cálculo de escada da forma correta para seu sobrado de madeira ou até mesmo para a sua casa com mezanino é essencial não só para garantir uma estrutura segura, mas também para evitar desperdício de materiais e dores de cabeça futuras.

Pode parecer algo simples, mas para construir uma escada adequada para diferentes tipos de uso e em conformidade com a legislação brasileira é preciso seguir uma série de regas e fazer cálculos precisos que determinarão a segurança e comodidade em seu uso.

Neste post, trazemos para você uma calculadora exclusiva para você poder realizar o cálculo de escada sem ter que se preocupar com formas e metodologias complexas. Mas, se você também quer entender a fundo como chegar no resultado, também mostraremos as fórmulas e explicaremos como utilizá-las. Vamos aprender?

Como fazer o cálculo de escada usando a fórmula de Blondel e a ANBT

Basicamente, o cálculo de escada é feito utilizando a fórmula de Blondel e também as orientações técnicas da ABNT. Vamos falar mais sobre essa fórmula e também sobre as diretrizes que devem ser seguidas na construção de escadas mais adiante. Para adiantar, você pode utilizar nossa calculadora abaixo:

Calculadora de escada



CM

Altura do espelho/degrau:

De acordo com a norma da ABNT NBR 9050, a altura do degrau (espelho) deve sempre estar entre 16 e 18 centímetros. Escolha entre os números inteiros acima para facilitar o cálculo da sua escada.

Tipo de aplicação da escada


O conceitos utilizados no cálculo da escada

Antes de entrarmos nas fórmulas para o cálculo de escada, é preciso conceituar e entender todos os elementos que a formam. Todos os conceitos apresentados aqui se aplicam a qualquer tipo de escada, seja ela escada de madeira, escada de concreto, escada de metal e qualquer outra (desde que observadas as propriedades do material no qual a escada é construída).

Piso(degrau)

O piso ou degrau é a parte da estrutura onde as pessoas usam para pisar quando estão descendo ou subindo a escada.

Espelho

O espelho é a parte vertical à frente do degrau, separando verticalmente um degrau do outro.

Patamar

O patamar é uma parte adicional, um pouco mais longo que um degrau, colocado como um intervalo na subida de escadas muito longas ou que se dobram em “L”, por exemplo.

Corrimão

O corrimão é uma estrutura de apoio das mãos que tem a função de auxiliar e trazer mais segurança durante a descida e a subida da escada.

Guarda-corpo

O guarda-corpo (ou parapeito) é uma estrutura instalada na escada para evitar que as pessoas trespassem pelas laterais e caiam. Existem guarda-corpos de madeira, metal e até vidro.

Anote aí todos os elementos e conceitos da escada, pois eles serão importantes nas etapas do cálculo a seguir.

A fórmula de Blondel no cálculo de escada

Para realizar o cálculo de escada, normalmente se utiliza a fórmula de Blondel. Essa fórmula leva o nome de seu criador, Nicolas François Blondel, um engenheiro e arquiteto que desenvolveu uma fórmula matemática capaz de demonstrar a relação entre a energia gasta por uma pessoa ao se locomover com a altura e a profundidade de uma escada.

Ao aplicar a fórmula a seus cálculos, Blondel observou que a marcha de uma pessoa diminui ou aumenta de acordo com a altura do degrau. Isso o levou a propor que uma escada adequada e confortável para o uso deve considera que a variação de passo dos seres humanos é de 64 cm.

Assim, temos a fórmula de Blondel: 2 x altura do espelho + profundidade do piso = variação de 1 passo. Ou seja:

2E + P = 64 cm

(considerando a medida ideal do passo segundo Blondel).

Onde:

E = Altura do espelho
P = Profundidade do piso
64 = variação de 1 passo


Dessa forma, podemos utilizar a fórmula de Blondel para fazer o cálculo de escada tanto para encontrar a altura do espelho, quanto a profundidade do piso. Veja os exemplos abaixo:

Cálculo de escada E = espelho

Para encontrarmos a altura do espelho (E) através da fórmula, é preciso saber a profundidade do degrau. Para nosso exemplo, vamos supor que a profundidade do degrau (P) é de 30 cm.

2E + P = 64
2E + 30 = 64
2E = 64 – 30
2E = 34
E = 34/2
E = 17 CM

Cálculo de escada P = degrau

Para encontrarmos a profundidade do degrau (P) através da fórmula, é preciso saber a altura do espelho. Para nosso exemplo, vamos supor que a altura do espelho (E) é de 16 cm.

2E + P = 64
2 x 16 + P = 64
32 + P = 64
P = 64 -32
P = 32 CM

No entanto, a fórmula de Blondel sozinha não é o suficiente para fazer o cálculo da escada de forma correta. Afinal, é possível calcular a altura do espelho e a profundidade do degrau, mas não existem nenhuma padronização técnica sobre essas medidas retornadas pela fórmula.

Além disso, essa fórmula sozinha tem a apenas a funcionalidade de calcular a altura de E e profundidade de P. Para saber o tamanho da escada, a quantidade de degraus necessários, etc. é preciso ir um pouco além. Tudo isso nós veremos nos tópicos seguintes.

Cálculo de escada e a Acessibilidade na Arquitetura da ABNT

Como você viu em nossa calculadora, de acordo com com a norma NBR 9050, da ABNT, a altura do espelho deve ficar entre 16 e 18 centímetros nas construções brasileiras. Essa mesma norma também determina que a profundidade do piso deve ficar entre 28 e 32 centímetros.

Ou seja, para ter um projeto arquitetônico e de engenharia aprovados é preciso que as escadas na construção estejam de acordo com essas normas. Por isso, na fórmula utilizada para o cálculo de escada em nossa calculadora, fomos com a medida mais comum da profundidade do piso, que é de 28 cm.

Assim, a fórmula de Blondel aliada às orientações da ABNT ficaria assim:

2*(16 a 18 cm) + (28 a 32 cm) = 64 cm

Qual o tamanho ou altura do espelho da escada?

A altura do espelho da escada precisa ficar entre 16 e 18 centímetros. Qualquer medida (ainda que decimal) dentro deste intervalo é permitida pelas normas da ABNT. Ainda que você possa utilizar medidas decimais, é recomendado fazer o cálculo com números inteiros para evitar erros e falhas no canteiro de obras.

Como calcular a quantidade de espelhos da escada?

A etapa do cálculo de escada mais simples é, com certeza, o cálculo da quantidade de espelhos e degraus necessários para construir uma escada. Para realizar este cálculo, é preciso ter em mãos apenas 2 valores:

  • a altura entre o térreo e o segundo piso da casa;
  • a altura do espelho.

A altura do segundo piso será preciso medir no imóvel ou no projeto arquitetônico. Podemos representar a altura na fórmula utilizando a letra H.

Já altura do espelho você pode obter, como vimos anteriormente, utilizando a fórmula de Blondel. Na fórmula, representamos a altura do espelho com a letra E. Portanto, a fórmula para o cálculo da quantidade de espelhos e degraus de uma escada ficaria assim:

H/E

Onde:
H = altura do segundo piso do imóvel;
E = altura do espelho da escada.

A partir dessa fórmula é muito simples: basta substituir as letras pelos valores e realizar a conta. Vamos supor então que nosso segundo piso tem 3 metros de altura e a altura do espelho da escada 17 centímetros. Para utilizar a fórmula, precisamos converter as duas medidas para mesma unidade. Em nosso caso, centímetros:

300/17 = ~17

Portanto, serão necessários aproximadamente 17 espelhos em uma escada para uma casa com um segundo piso a 3 metros de altura do primeiro.

Como calcular a quantidade de degraus da escada?

Essa é a conta mais simples mais simples do cálculo da escada, por isso a deixamos para o final. A quantidade de degraus de uma escada será sempre uma unidade menor que a quantidade de espelhos. Ou seja, se em nosso exemplo obtivemos 17 espelhos, então teremos 16 degraus ao todo na escada:

E – 1

Como calcular o comprimento da escada

Calcular o comprimento da escada também é relativamente simples. Para realizar essa conta, é preciso obter a profundidade dos degraus através da fórmula de Blondel em conformidade com as normas da ABNT. Depois, faça as contas para encontrar a quantidade de degraus necessários, conforme explicamos acima.

Então, multiplique o número de degraus D pela profundidade dos mesmos P:

D x P

Utilizando mais uma vez nosso exemplo, uma escada com 16 degraus com profundidade de 30 cm teria aproximadamente 4,8 metros de comprimento.

A necessidade de um patamar na escada

O patamar pode influenciar no tamanho da escada. Os patamares são necessários para funcionar como ponto de descanso em escadas muito longas, ou quando existe a necessidade de curvá-la em 90º.

A recomendação é que exista pelo menos um patamar a cada 15 degraus e cada patamar deve ter pelo menos o tamanho equivalente a 3 degraus.

Portanto, em nosso exemplo de escada hipotética seria necessário pelo menos um patamar. Porém, como o número de degraus ultrapassou bem pouco o valor recomendado para a instalação do patamar, também é possível refazer o cálculo utilizando uma altura de espelho ou profundidade do degrau maiores.

Dessa forma, é possível diminuir a quantidade de degraus e eliminar a necessidade do patamar. Ao instalar o patamar, é preciso recalcular totalmente a escada, utilizando as medidas recomendadas.

Calculando a largura da escada

Para calcular a largura da escada é muito mais simples: a ABNT faz apenas recomendações em relação à largura mínima das escadas, diferenciando especialmente imóveis residenciais e comerciais devido às diferenças no volume de circulação de pessoas pelos mesmos:

  • Residencial: largura mínima da escada de 80 cm;
  • Comercial: largura mínima da escada de 120 cm.

Cálculo de escada: simples, mas necessário

Bom, agora que você aprendeu a fazer o cálculo de escada já deve ter percebido que ele não é nenhum bicho de sete cabeças. Pelo contrário, calcular uma escada é uma tarefa relativamente simples e que pode ser aplicada em escadas de madeira, escadas de aço e até mesmo escadas de concreto. O cálculo é totalmente necessário para garantir a segurança e o conforto de quem viverá no imóvel.

Ficou com alguma dúvida sobre o cálculo de escada? Deixe nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *