madeira plástica

Madeira plástica: o que é? Veja como usar na decoração!

A madeira é um dos materiais mais usados na construção civil e nas decorações de ambientes internos e externos. Por sua grande demanda e indisponibilidade de aplicação em algumas áreas, surgiram alguns revestimentos a imitam e até outras opções mais duráveis como a madeira plástica.

Continue lendo este conteúdo e descubra o que é madeira plástica, suas vantagens, desvantagens e aplicações.

O que é madeira plástica?

A madeira plástica é um material feito a partir de matérias-primas recicladas que imita visualmente a madeira natural. 

Apesar da sua aparência, ela não é uma madeira natural, por isso, sua utilização é indicada para projetos que desejam essa textura, mas buscam uma construção sustentável. 

Como é feita a madeira plástica?

A madeira plástica é o resultado de um processo industrial novo que utiliza diversas matérias primas, como fibras naturais e vegetais, resíduos plásticos reciclados, entre outros componentes. E a  sua coloração é atingida a partir de processos de pigmentação. 

Quais são os tipos de madeira plástica?

Mas existem algumas variações nos processos de confecção da madeira plástica que permitem a criação de diferentes tipos deste mesmo material. Por exemplo, alguns fabricantes usam apenas plástico, outros incluem uma porcentagem de madeira natural. 

Os tipos mais comuns e utilizados de madeira plástica atualmente no mercado são:

Madeira plástica

Madeira plástica

A madeira plástica é produzida com 100% de plásticos reciclados de diferentes origens, como residenciais e industriais. A sua composição o torna bastante resistente, pois contém aditivos que o protegem de mudanças climáticas, como chuva, altas temperaturas, neve, entre outras. 

Outra grande vantagem deste modelo é que sua formulação acaba sendo totalmente sustentável, uma vez que é feita exclusivamente de material reciclável. Isso impacta positivamente na preservação do meio ambiente. Ou seja, este tipo é a escolha ideal para quem deseja um projeto de construção civil 100% sustentável. 

Madeira sintética de PVC

Madeira sintética de PVC

Já a madeira sintética de PVC  a partir da mistura de 70% de madeira reciclada e 30% de PVC virgem. A junção destes dois materiais tornam-o bastante resistente e o deixam com uma cor uniforme que dá um acabamento perfeito ao ambiente. 

Ela é a mais indicada para projetos internos, principalmente para o revestimento do chão de todos os cômodos da casa. E também para os externos, como decks. 

Madeira ecológica WPC

Por último, temos a madeira ecológica WPC. A sua composição é de 70% madeira reciclada e 30% de plástico reciclado. Apesar de também ser quase tão resistente quanto os outros tipos, a sua principal qualidade é a durabilidade. 

O seu visual combina tanto para aplicação em decks, quanto para revestir fachadas. 

Quais as vantagens da madeira plástica?

A utilização da madeira plástica em projetos apresentam algumas vantagens. Confira as principais:

  • Ajuda na preservação do meio ambiente: por ser um material sustentável, a madeira plástica colabora com a preservação do meio ambiente. Para ter uma ideia, estima-se que a cada 30m² produzidos deste material, seja preservada uma árvore grande e 180 mil sacolas plásticas retiradas da natureza;
  • É um material reciclável: além de ser feito de matéria-prima reciclada, ao final da sua vida útil, a madeira plástica também pode ser reciclada e transformada em outra coisa;
  • É fácil de limpar: a limpeza da sua superfície é bem fácil e rápida. Ela pode ser apenas com água e sabão;
  • Resistente: outra grande vantagem da madeira plástica, independente do seu tipo, é a sua resistência aos mais variados climas, fungos, cupins, umidade, corrosão e maresia;
  • Excelente custo-benefício: o valor da madeira plástica é em torno de 30% mais caro do que a madeira natural, mas o seu valor é compensado pela ausência do investimento com manutenção e certificação;
  • Fácil manuseio: o material é de fácil manuseio em construções e aplicações decorativas;
  • Não exige verniz: por não ser um material natural, sua pigmentação é de fábrica e já preparada para ter resistência. Então, ao contrário da madeira natural, não exige a aplicação de verniz e nem tinta;
  • Não sofre rachaduras: outro ponto interessante é ela não sofre rachaduras mesmo exposta às mudanças climáticas e nem libera farpas;
  • Não propaga fogo: apesar de ser um material suscetível ao fogo, ela possui propriedades que não permitem a sua propagação, tornando o ambiente mais seguro;
  • Promove conforto térmico: uma característica da madeira natural, que também está presente neste modelo fabricado, é a promoção de conforto térmico. 

Quais as desvantagens da madeira plástica?

Apesar das tantas vantagens que apresenta, a madeira plástica também possui algumas desvantagens. Saiba quais: 

  • Não recomendada para grande estruturas: os fabricantes não indicam a aplicação da madeira plástica em grandes estruturas, como telhados, prédios, entre outras;
  • Corte complexo: o corte de cada peça já é pré-definido na fabricação, não sendo possível simplesmente cortá-lo. Caso haja a necessidade, é preciso ajustar a peça em questão, atrasando assim a obra. 
  • É um pouco escorregadia: este material é mais escorregadio que a madeira natural. Por isso, caso a sua aplicação seja feita em locais molhados, como beira de piscina, é indicado a colocação de frisos no modelo escondido.
  • Menos opções de cores: apesar dos fabricantes se aproximarem muito da cor real da madeira, as peças não ficam exatamente na mesma tonalidade. Também não é possível ter tantas variedades.

Qual o preço da madeira plástica?

O valor da madeira plástica depende de qual a tecnologia foi utilizada na sua fabricação e também em qual região do Brasil você está. Pode-se dizer que o preço médio por m² deste material fica entre R$150,00 e R$ 500,00.

Qual a durabilidade da madeira plástica?

A durabilidade da madeira plástica é estimada em 100 anos. Mas alguns tipos de plástico e fibras que são utilizados em algumas composições podem durar até 350 anos no meio ambiente.

Onde utilizar a madeira plástica? 

Assim como a madeira natural, a madeira plástica é bastante versátil e pode ser aplicada em inúmeros projetos arquitetônicos. Conheça as suas principais aplicações:

Decks 

Deck é uma palavra de origem inglesa que significa o convés dos navios. Nos projetos arquitetônicos modernos, o  conceito de deck tomou um sentido diferente. Ele se tornou  as plataformas feitas com tábuas para circundar piscinas ou espelhos d’água.

A sua função é prática, mas também bastante estética, pois dá um acabamento mais elegante às piscinas residenciais. Além de ser muito confortável para tomar sol ou fazer um churrasco. 

A madeira plástica acaba sendo uma ótima matéria-prima para a construção de um deck cujo projeto foi pensado para ter um visual amadeirado, pois imita quase perfeitamente a aparência da madeira natural, mas possui algumas vantagens em relação à ela. Como por exemplo, maior resistência ao tempo e às gotas d’água liberadas constantemente em piscinas. 

Pergolado 

O pergolado é uma estrutura, geralmente de madeira, que serve como abrigo aberto em áreas externas. Ele atua quase como um quebra-sol, pois suas vigas espaçadas permitem a entrada do sol, mas com uma limitação. 

E o pergolado feito de madeira plástica é muito mais resistente do que o construído com uma madeira natural. Uma vez que uma das principais características é que ela não enverga e resiste bem ao clima externo. 

Móveis

A madeira na decoração de ambientes, tanto internos, quanto externos, traz um ar sofisticado e ao mesmo tempo aconchegante e convidativo ao local. E apesar de não imitar 100% a cor e a textura da madeira, a madeira plástica tem essas mesmas propriedades. 

Nos móveis, a sua característica de bom acabamento e de fácil limpeza, são diferenciais que fazem a diferença. Também pode-se destacar a sua resistência a cupins e fungos, prolongando a vida destes itens.

Vale lembrar que nesta categoria também estão incluídos os móveis mais funcionais como bancos e mesas para jardins e parques. 

Revestimentos

A madeira plástica também pode ser usada como revestimento em ambientes externos e internos. A sua aplicação combina tanto com o chão, quanto com o piso e é uma ótima opção para áreas úmidas, como cozinha, banheiro, garagem e varanda.

Ela é uma matéria-prima indicada inclusive para a fabricação de um painel ripado de madeira, porém o seu corte deve ser previamente calculado para evitar refação. 

Cercas

As cercas de madeira foram muito usadas nos campos antigamente e agora é uma peça que combina perfeitamente com o design de uma casa mais moderna. E a praticidade de utilizar a madeira plástica na sua confecção está em economizar com a pintura e manutenção constante, além de garantir mais durabilidade ao material que estará em contato direto com o solo úmido. 

Brises

O brise de madeira é bastante utilizado em construções comerciais e residenciais para barrar o sol. Ele funciona como uma espécie de persiana, que pode ser aplicada interna ou externamente e que dá mais privacidade ao local. 

Apostar em um brise de madeira plástica faz com que o projeto não tenha o risco de envergar ou sofrer alguma alteração por conta do tempo ou da espécie escolhida. É uma alternativa bem interessante principalmente em áreas externas e em brises móveis. 

Rodapés

Um item da casa que quase ninguém dá atenção, mas que deveria, pois é uma peça que está presente em quase todos os cômodos, inclusive nos mais úmidos, é o rodapé. E apostar em um feito de madeira plástica é uma boa opção, uma vez que, com a frequência em que se passa o pano molhado no chão, desgasta a peça. 

Então, um rodapé feito deste material não existe um cuidado e uma manutenção tão específicas quanto a de um feito com madeira natural. 

Playground

Assim como a sua utilização na fabricação de móveis, a utilização da madeira plástica na construção de brinquedos que integrem um playground, aumenta a sua durabilidade. Isso levando em consideração que em condomínios residenciais e praças, os brinquedos dificilmente passam por manutenção ou recebem pintura, utilização desta matéria-prima certamente aumentaria a vida útil destes equipamentos. 

Trilhas suspensas 

Outra finalidade da madeira plástica é sua utilização nos degraus de uma trilha suspensa. A trilha suspensa é semelhante a uma passarela, só que geralmente é feita apenas com cordas nas laterais e degraus com espaçamento na parte inferior. 

É comum encontrar este tipo de construção sobre rios e riachos, muitas vezes sendo a única forma de atravessá-los. Então, a sua escolha dá mais segurança e firmeza para a pedestre. 

Fachadas

Por fim, a madeira plástica também é ideal para a composição de um item bastante em alta na arquitetura moderna: a fachada de madeira. 

Como já comentamos, sua resistência e durabilidade são fatores significativos para tornar a sua aplicação em ambientes externos uma ótima decisão. 

A madeira plástica perde a cor com o tempo?

Em comparação a madeira natural, a madeira plástica possui mais resistência e durabilidade. Mas com o tempo, ela tem uma perda gradual da sua coloração. Essa alteração de cor e desgaste da superfície é um processo normal do uso, porém não compromete sua aplicação. 

É possível pintar a madeira plástica?

Como comentamos, a madeira plástica dispensa pintura, pois não é um material natural e a sua pigmentação é obtida por meio de processos industriais. Apesar disso, caso haja a vontade de pintá-la, é pode-se fazer com utilizando um fundo selador automotivo e tinta epóxi ou a base de poliuretano, a fim de proporcionar uma ancoragem e evitar o descascamento.

É necessário realizar a manutenção da madeira plástica?

Uma das vantagens da madeira plástica é que não necessita de tantos cuidados quanto uma de origem natural. Os fabricantes orientam apenas que a sua superfície seja sempre limpa, para que assim, conserve o seu brilho por mais tempo. A limpeza pode ser feita da seguinte forma:

  1. Prepare uma mistura com água e sabão de sua preferência;
  2. Pegue um pano e umedeça na mistura;
  3. Com o auxílio de uma vassoura, passe o pano úmido por toda a superfície que deseja limpar;
  4. Pegue outro pano seco e finalize secando toda a área;
  5. Caso deseje fazer uma limpeza mais profunda é recomendado a utilização de um aparelho de lavagem de alta pressão. Contudo, é preciso tomar cuidado para não aplicar o jato muito próximo do material.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *