Laje de Isopor: preços e vantagens em relação à lajota cerâmica

Ao construir, é necessário tomar muitas decisões a respeito de quais materiais utilizar. Para compor a laje, são muitas as opções conhecidas, mas algumas ainda são menos usadas e levam alguns questionamentos, como a laje de isopor. 

Na sua opinião, a laje de isopor é resistente ou não? Para esclarecer essa e outras dúvidas sobre o material, elaboramos este conteúdo. Nele você encontra as vantagens e desvantagens, o preço e muito mais. 

Continue lendo e descubra se a laje de isopor é uma boa opção para o seu projeto

O que é laje de isopor? 

Laje de isopor, também conhecida como laje treliçada com isopor, é um tipo de cobertura pré-moldada fabricada com uma estrutura de concreto e preenchida com poliestireno expandido (EPS), chamado pela maioria das pessoas de isopor. 

Como funciona a colocação da laje de isopor?

Como funciona a colocação da laje de isopor
Imagem: IsoPlast.

O primeiro passo para a instalação da laje de isopor é a construção de uma estrutura treliçada com vigas de concreto (vigotas) que servirá como suporte para o isopor da laje. A espessura da ferragem depende do tamanho do vão e da carga de que será aplicada sobre a superfície. Geralmente varia entre 12 e 30 centímetros.

Após a colocação da estrutura, as placas de isopor são posicionadas. O processo de cura da laje de isopor dura cerca de 18 dias, podendo variar de acordo com o tamanho da obra.

Mas ao contrário do que muita gente pensa, a colocação da laje não acaba nas placas de EPS. Feita a instalação do isopor, são posicionadas escoras que darão sustentação à concretagem superior.

Laje de isopor é segura?

As duas  principais dúvidas sobre o material são:

  • A laje de isopor é segura?
  • A laje de isopor é resistente?

E a resposta para ambas as perguntas é: sim! A laje de isopor é segura e resistente. 

A laje de isopor é resistente e suporta o mesmo peso que uma laje de alvenaria. Ou seja, caso queira construir um segundo piso sobre ela, é totalmente seguro. 

Laje de isopor: vantagens e desvantagens

Conheça as principais vantagens e desvantagens de investir em uma laje de isopor para a sua construção:

Vantagens da laje de isopor

As vantagens da laje de isopor são:

  • É resistente: conforme mencionamos no tópico anterior, a laje de isopor é resistente e bastante segura. A placa de isopor é firme e leva muitos anos para se decompor. Além disso, as vigas de ferro e o concreto potencializam a sua eficiência e dureza;
  • Funciona como isolante térmico e acústico: a laje de isopor funciona muito bem como isolante térmico e acústico. Em relação a temperatura, ela consegue manter o clima agradável, mesmo com calor ou frio extremos. Por isso, é ideal para a região sul e nordeste. O som também é barrado quando tenta passar pela estrutura;
  • Agiliza a obra: se estiver trabalhando com um prazo apertado, a laje de isopor é a melhor opção. Pois é um material muito fácil de encontrar e ainda dispensa o processo de secagem que outros tipos de lajes demandam;
  • Diminui o custo da obra: ao escolher a laje de isopor, você não precisará se preocupar com um inconveniente comum das obras: a perda de material. Isso ocorre muito com outros tipos de laje, como a de cerâmica. Outro ponto positivo, é, como o isopor é leve, o investimento com a fundação também é menor;
  • É sustentável: uma preocupação cada vez mais recorrente em obras é a utilização de materiais que não agridam o meio ambiente. Neste caso, o isopor é um aliado, pois é uma matéria-prima sustentável;
  • Facilita a instalação elétrica e hidráulica: o EPS é extremamente flexível, o que diminui as chances de cometer erros incorrigíveis nas instalações elétricas e hidráulicas da construção. 

Desvantagens da laje de isopor

As desvantagens da laje de isopor são:

  • Demanda um acabamento mais detalhado: ao contrário do acabamento feito em outras lajes, a de isopor demanda uma mistura ideal de concreto e cola para assegurar a sua adesão;

Laje de isopor é a mais leve?

Sim. A laje de isopor é o modelo de laje mais leve que existe. O seu peso está mais concentrado nos materiais extras, como ferro e cimento, do que nas placas de isopor, que sozinhas, não pesam quase nada. 

Laje de isopor é mais barata? 

A laje de isopor está entre os modelos de cobertura mais baratos do mercado. Isso porque, o isopor tem um preço consideravelmente acessível, e o gasto maior é com os materiais extras. 

Quanto custa uma laje de isopor?

O preço de uma placa de isopor pode variar de R$ 25,00 a R$ 35,00 por metro quadrado. Já a malha de ferro de 0,15 cm x 0,15 cm, que será utilizada na fundação, encontra-se em torno de R$ 35,00, e o concreto usinado por volta de R$ 280,00 o m³.

Quando optar pela laje de isopor? 

A laje de isopor é recomendada para projetos de pequeno porte, que tenham vãos de no máximo 12 metros. Levando em conta essa consideração, é uma cobertura que não tem restrição de uso. 

Inclusive, como comentamos, é indicada para quem quer economizar com materiais e agilizar a construção. 

Quanto peso a laje de isopor suporta?

A laje de isopor consegue suportar até 370 kg por metro quadrado.

Laje de isopor balança?

Laje de isopor balança
Imagem: Axial Engenharia.

É normal que as construções apresentem ligeiras trepidações e/ou movimentações. Esses movimentos são calculados e previstos para estarem dentro da faixa tolerável para o projeto.  

Mas caso esse efeito seja muito frequente e intenso, deve-se solicitar ao responsável pela construção da obra que faça uma verificação no comportamento e no estado atual da edificação, para que seja descartada qualquer possibilidade de risco ou anormalidade.

Portanto, eventuais trepidações são normais em qualquer tipo de laje. O que precisa de atenção é a frequência e intensidade delas. 

Laje de isopor trinca? 

Não é considerado normal a laje de isopor, ou qualquer outro modelo, trincar ou apresentar rachaduras. Qualquer sinal deste tipo de anormalidade deve receber a devida atenção e correção, pois podem ocasionar infiltrações. 

As fissuras e trincas aparecem na laje quando existe algum tipo de tensão no local e ela é maior que a sua capacidade de resistência mecânica, desta maneira aparecem aberturas na superfície que são formas de aliviar as tensões.

As causas mais comuns que podem ocasionar na trinca da laje de isopor são:

  • Sedimento do terreno;
  • Variação Térmica;
  • Grandes áreas de laje sem junta de dilatação;
  • Retração do concreto durante a cura da laje.

Como remover a trinca e impermeabilizar a laje de isopor? 

Para eliminar o vazamento e impermeabilizar a laje de isopor você irá precisar de:

  • Espátula;
  • Base Coat;
  • Fita Telada Dryfit Plus 100mm;
  • Broca de Widia;
  • Desempenadeira.

Passo a passo: 

1 – Usando a espátula, abra a trinca ou fissura. A abertura ideal é de 3 mm por 10mm de profundidade. Caso a abertura seja deste tamanho, basta limpar e remover todos os resíduos;

2 – Faça um fura nas extremidades utilizando a broca de Widia com a profundidade mínima de 20mm para dificultar a propagação da trinca;

3 – Remova todo o pó e outras manchas e sujeiras que a perfuração gerar. Não deixe nada, pois isso pode prejudicar a aderência do produto. Se necessário, utilize um jato de água; 

4 – Aplique o Base Coat usando uma desempenadeira para pressionar o produto contra a trinca, de forma que penetre e preencha todo o espaço; 

5 – Cole a Fita Telada Dryfit Plus em toda a extensão da trinca e reaplique o Base Coat de forma que cubra toda a trinca e a fita. Isso dará resistência ao reparo. 

Após secar, aplique mais uma demão de Base Coat e aguarde secar.

Laje de isopor para sobrado

Laje de isopor para sobrado
Imagem: PP Painéis.

Uma dúvida que vai de encontro com o que comentamos sobre poder ou não construir em cima da laje de isopor é:

  • Laje de isopor para sobrado pode?

Para quem não sabe o que configura um sobrado, nós explicamos: o sobrado é uma casa com dois ou mais andares que possui os cômodos necessários para os moradores. Geralmente este tipo de construção é feita em terrenos pequenos em que a construção necessite de bastante quartos. 

Portanto, a dúvida é: Pode colocar a laje de isopor no sobrado mesmo que seja construído um segundo piso? 

E a resposta é a mesma: Sim! Pode adicionar a laje de isopor em um projeto de sobrado com dois ou mais andares. 

Como rebocar a laje de isopor? 

Se você já escolheu a laje de isopor para a sua casa, certamente está pensando “como rebocar a laje de isopor?”. E a resposta é: não é indicado rebocar a laje diretamente no isopor. 

Não é recomendado fazer frisos ou ranhuras no isopor para a fixação do reboco, pois pode acabar comprometendo a laje. Por isso, o mais correto é cobrir a laje com um chapisco colante especial. E somente após, seguir com o processo de reboco igual o feito nas outras lajes. 

Outra boa opção é colocar um forro de gesso. Assim, além de não precisar rebocar, ainda facilita as instalações das redes elétricas e hidráulicas. 

Como chapiscar a laje de isopor? 

Como chapiscar a laje de isopor 
Imagem: Lino Eletrotec.

Então, se não pode rebocar direto o isopor, como chapiscar a laje de isopor? Mas antes de aprender como executar a tarefa, é interessante saber qual a função do chapisco: o chapisco regulariza a absorção de base e melhora a aderência do novo revestimento, ou seja, o reboco.

Apesar de parecer complicado, o processo é bem simples. Confira como chapiscar a laje de isopor.

Existem duas formas de chapiscar:

Método tradicional

O método tradicional é o mais utilizado. Para executá-lo são necessários os seguintes materiais para a mistura que resultará no chapisco: 

  • Aditivo para chapisco;
  • Cimento;
  • Areia. 

A dosagem de cada um e o modo de aplicação geralmente estão presentes na embalagem do aditivo. A quantidade pode variar de acordo com a marca, por isso, o melhor é seguir as instruções. 

Já a aplicação, pode ser feita com um rolo com cabo grande ou um rolo comum e uma vassoura. 

Método industrializado 

O método industrializado é um pouco mais simples que o tradicional e não requer tantos produtos. Na verdade, o chapisco rolado, produto utilizado para realizar o chapisco industrializado, necessita apenas da adição de água. 

A quantidade de água necessária para a mistura também varia de acordo com a marca do chapisco rolado, então, é essencial ler as instruções. 

Quanto a aplicação do método industrializado na laje, ela pode ser feita exatamente como a do método tradicional.  

Forma de aplicar:

1 – Remova a poeira e qualquer resquício que tenha ficado na superfície da laje de isopor;

2 – Aplique o produto com movimentos de vaivém de baixo para cima, cobrindo uniformemente a base. O acabamento do chapisco deverá ser rugoso, com espessura regular de, no mínimo, 3 mm.

3 – Em áreas expostas ao sol e vento, hidratar 1 h após a aplicação, caso esteja usando o método industrializado. 

Dica para fazer o reboco após chapiscar: 

A aplicação do revestimento deve ser feita, no mínimo, 4h após a aplicação do chapisco, para o caso de gesso e argamassa de gesso. E, no mínimo, 24h após a aplicação para argamassas comuns à base de cimento e cal.

Pode molhar a laje de isopor?

Após finalizada, a laje de isopor não tem nenhuma restrição quanto à água. Contudo, durante o seu processo de construção, principalmente quando o isopor ainda está exposto, é necessário um certo cuidado quanto à água. Isso porque, o isopor é um único material que não pode ser molhado. 

O que nos leva a uma dica importante: Depois de comprar as placas de isopor para a obra, armazene-as em um abrigo longe da chuva, do sol e do vento até o momento da instalação.

O que é melhor: laje de isopor ou tijolo? 

A laje de tijolo é a opção mais tradicional e usada na construção de casas, salões e outros imóveis. Esse sistema construtivo não tem diferenças, em termos de resistência, em comparação à laje de isopor. 

Contudo, no quesito vantagens práticas, a laje de isopor acaba se sobressaindo. Uma vez que, promove um excelente conforto térmico e acústico, é prática e rápida de construir e ainda não agride o meio ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.