Patologias na construção civil: o que são? Veja como evitá-las

O termo patologia é mais conhecido na área médica, mas sabia que existem patologias na construção civil também? Elas acontecem quando uma edificação apresenta defeitos, que podem acabar prejudicando o desempenho das funções para as quais foram planejadas. 

O que pode gerar risco para quem frequenta, mora ou está passando perto do local em questão. Então, para evitar isso, alguns cuidados devem ser tomados durante a execução. Quer saber quais são? Continue lendo este conteúdo e confira tudo sobre o assunto, incluindo como prevenir e tratar esses problemas. 

O que são patologias na construção civil?

O termo patologia surgiu na medicina e diz respeito ao estado doentio e à falta de saúde. No setor da construção civil, o sentido é o mesmo. As patologias na construção civil são defeitos que ocorrem em alguns pontos da estrutura. Uma edificação apresenta uma patologia quando ela não atende da forma correta uma ou mais das suas funções. 

Mais detalhadamente, quer dizer que: logo após a concretagem, a tendência natural é que as partículas sólidas que fazem parte do concreto comecem a ir para baixo. Durante esse processo, ocorre perda de água e ar, provocando uma redução significativa da massa ainda em estado chamado “plástico”,ou seja, que não está dura. 

Portanto, se durante a concretagem e o adensamento do material, alguma ação impeça a secagem saudável e homogênea, poderão surgir as patologias que prejudicam a obra e chegam até a inviabilizar a continuidade dos projetos.

Qual a importância do estudo das patologias na construção civil?

Qual a importância do estudo das patologias na construção civil

As patologias das edificações não acontecem de forma isolada e sem motivo, geralmente têm origem relacionada a algum erro cometido em ao menos uma das fases do processo de concepção de uma edificação. Ou seja, esses problemas não são obras do acaso, são falhas humanas em diversos fatores. 

Portanto, são acontecimentos que poderiam ter sido evitados com a utilização de materiais de qualidade, mão de obra especializada, planejamento correto, supervisão ou qualquer outro dos fatores decisivos. Só que para isso, é necessário que toda a equipe, desde quem pensou o projeto até aquele que colocou o último azulejo, tenha conhecimento para isso. 

E mesmo que com as informações viesse a acontecer algo, é importante o conhecimento da origem do problema e o histórico da construção para que se possa apontar em que fase do processo aconteceu o erro que veio a gerar determinado problema patológico.

Ou seja, o intuito sendo prevenir ou corrigir o problema, de qualquer forma, o estudo das patologias na construção civil é essencial. 

O estudo das patologias na construção evita:

  • Acidentes dos mais diversos tipos e intensidades, incluindo alguns casos que podem ser fatais;
  • Multas pelo não seguimento das regras de qualidade e segurança das construções;
  • Estica mal cuidada, que passa a impressão de desleixo ou de que a edificação é antiga;
  • Mofo, bolor e todos os outros fungos e bactérias que podem se instalar em lugares úmidos;
  • Ficar com medo de a qualquer momento a estrutura ceder ou provocar um acidente grave;
  • Prejuízos altíssimos com os concertos dos danos causados pelas patologias.

Quais são as principais causas de patologias na construção civil?

Quais são as principais causas de patologias na construção civil

É impressionante, mas muitos fatores influenciam no surgimento das patologias, Por isso, é importante ficar muito atento durante toda a obra. Desde o planejamento, criação do cronograma de obra e execução das atividades no canteiro, é fundamental que a equipe responsável trabalhe prezando pela qualidade e segurança.

Vale destacar que a qualidade do material, a forma como é armazenado e a falta de supervisão da equipe influenciam diretamente no surgimento ou não de patologias. Sendo assim, é imprescindível  que todas as leis e normas que determinam padrões de qualidade para construções sejam seguidas. 

E uma informação que talvez você não saiba é que as patologias não aparecem logo após a construção, elas podem aparecer em momentos diferentes em qualquer projeto de construção, Inclusive anos após a finalização do projeto. 

As patologias mais comuns na construção civil geralmente são causadas por: 

  • Erros no planejamento e elaboração do projeto arquitetônico;
  • Falta de qualidade dos materiais utilizados;
  • Ausência de manutenção preventiva e fiscalização no canteiro de obras;
  • Adição de material diferente do que foi calculado e definido no projeto;
  • Falhas na execução dos processos;
  • Atraso no cronograma de execução;
  • Falta de manutenção preventiva ao longo dos anos. 

É intrigante como todas as causas listadas podem ser evitadas ou detectadas de forma rápida e descomplicada durante a construção. O que nos faz questionar o porquê das normas não serem seguidas.

Quais são as principais patologias na construção civil?

Para evitar que a patologia cause estragos consideráveis na edificação, é necessário saber identificar o quanto antes cada uma delas. Por isso, separamos as principais patologias na construção civil: 

Carbonatação do concreto

Carbonatação do concreto

A carbonatação acomete as estruturas metálicas da obra, tendo como principal fator quando a camada de concreto não é suficiente para cobrir a estrutura de aço e protegê-la de processos corrosivos. 

É um dos problemas que não ocorrem por acaso ou fatalidade, somente por erros no planejamento e execução do projeto. Para evitar, o recomendado é assegurar que haja materiais suficientes para manter o nível da construção. 

E a patologia é tão grave que caso não seja solucionada e a execução seguir, as deteriorações podem até mesmo comprometer as estruturas de forma irreversível.

Destacamento

Destacamento

O destacamento ocorre com o descolamento das peças de cerâmica e argamassa ou substrato da estrutura. Isso porque, o revestimento não atua somente esteticamente, mas também, como protetor. Portanto, quando há o descolamento, geralmente há indícios de que a estrutura está comprometida e que necessita de correção o quanto antes. 

As principais causas do destacamento são a utilização de materiais incompatíveis com as condições de uso e com o porte da obra, além das possíveis falhas técnicas no momento de assentar o produto. 

Desbotamento

Desbotamento

Não tem nada pior esteticamente do que ver um edifício desbotado, não é? O desbotamento ocorre no geral quando se usa tintas pouco resistentes, que favorecem o processo de descoloração de pigmentos. 

Não adianta tentar economizar na obra utilizando tintas de baixa qualidade e acabar adquirindo uma patologia no final do processo. Principalmente nas áreas externas é recomendado aplicar produtos com alta resistência aos raios ultravioleta, para evitar que a incidência de luz solar ocasione o desbotamento.

Gretamento

Gretamento

O gretamento ocorre com o surgimento de defeitos, como por exemplo, rachaduras ou fissuras superficiais, em azulejos, cerâmicas e revestimentos similares a esses. A causa geralmente está relacionada a compatibilidade de dilatação entre o esmalte das peças e a base de assentamento. 

Esse problema tende a piorar com o passar do tempo por causa da ação da temperatura e da umidade, podendo evoluir para os deslocamentos, o que prejudica ainda mais a estrutura da construção.

Infiltração

Infiltração

A infiltração está entre os problemas mais sérios que um prédio, casa de dois andares, sobrado ou chalé pode ter. Ela é causada pelo acúmulo e excesso de água, o que provoca umidade.

A melhor forma de evitar a infiltração é entendendo que cada ambiente tem uma finalidade e portanto requer materiais específicos para ela. Então, sempre avalie os melhores produtos de acordo com as indicações.

Porosidade

Porosidade

A porosidade ocorre quando o processo de preparação não é realizado da forma como deveria ser. No processo padrão, o concreto precisa ser lançado o mais próximo possível do local definido, evitando que ele chegue no “ponto de pega”.

O problema também pode surgir por falta de qualidade do produto ou de conhecimento técnico. O que reforça a necessidade de haver o seguimento de todas as regras de construção e supervisão. 

Trincas e fissuras

Trincas e fissuras

As trincas e fissuras podem até parecer inofensivas, mas quem entende do assunto, sabe que causam uma enorme dor de cabeça. Elas ocorrem quando o concreto, no momento da mistura, por algum motivo, não fica uniforme. 

Para evitar esse tipo de situação é importante que os profissionais tenham conhecimento técnico, específico e atualizado sobre concretagem para colocar as dosagens corretas durante o processo de mistura. 

Como tratar a patologia na construção civil?

Assim como na medicina, para cada patologia ocorrida há uma maneira diferente de tratar. Existem diferentes tipos de abordagens e “medicamentos” para tratar uma patologia.Mas é necessário identificar o problema antes de tudo. Então, deve-se procurar identificar as falhas e os sintomas, para que dessa forma seja produzido um diagnóstico correto.

Fazendo isso, fica mais fácil descobrir quais os tipos de materiais que serão necessários e qual o serviço que deverá ser feito para reconstruir a patologia. Os reparos da patologia na construção civil são extremamente essenciais, pois através deles, as funções da edificação serão recuperadas.

Mas caso esteja curioso, de uma forma bem resumida, quando a patologia está relacionada a problemas de fundações, é preciso fazer um reforço na fundação. Já com uma patologia estrutural, realizar um reforço estrutural.

Como evitar patologias na construção civil?

Como evitar patologias na construção civil

Confira 7 dicas para evitar patologias na construção civil:

1. Invista em materiais de qualidade

Opte sempre por material de qualidade garantida, pois matéria-prima de procedência duvidosa pode provocar graves prejuízos. E saiba que esse é um dos principais fatores que geram as patologias. Sabendo disso, prefira sempre fornecedores e parceiros certificados, com garantia de qualidade e confiabilidade nos produtos comercializados.

2. Contrate profissionais qualificados

Mas também de nada adianta material de qualidade na mão de quem não sabe o que está fazendo. Contratar quem entende do assunto é primordial. Evite focar somente no valor, lembre-se que muitas vezes o mais barato pode sair caro. 

Busque saber a experiência, qualificações e especializações que o profissional tem antes de contratá-lo para executar as funções.

3. Faça a dosagem correta dos materiais

Saber calcular a quantidade de material de construção necessário em um projeto é indispensável para evitar o surgimento de patologias. Isso vai totalmente de encontro com o tópico 2, onde orientamos a contratação de profissionais capacitados e especializados para cada etapa da obra.

4. Utilize boas soluções de impermeabilização

Os impermeabilizantes são indispensáveis para evitar bolhas e infiltração. Prefira sempre as opções com boa resistência. Inclusive, existem impermeabilizantes adequados para cada espaço e ambiente, lembre-se de verificar a classificação e respeitá-la para a segurança da sua obra. 

5. Aplique tintas com alta resistência aos raios ultravioleta

Este ponto é importante principalmente para pinturas externas, como fachada e muros, por exemplo. O indicado é utilizar tintas de qualidade, que tenham comprovação de alta resistência aos raios ultravioleta, o que evita a patologia de desbotamento das cores, e consequentemente, o visual de desleixo. 

6. Faça um acabamento de qualidade

Para fechar com chave de ouro a execução, o acabamento qualificado é fundamental. Ou seja, atenção e comprometimento devem estar em primeiro lugar, assim evita-se que haja infiltração ou umidade nos ambientes. 

7. Use aditivos antiespumantes

Já as bolhas e manchas que acontecem principalmente na finalização pós pintura, elas podem ser evitadas ao usar aditivos antiespumantes, material que impede que este fenômeno aconteça e os danos, que já mencionamos, ao seu projeto.

Patologias na construção civil TCC

Patologias na construção civil TCC

As patologias ficaram tão famosas e relevantes no meio da construção civil e áreas relacionadas, como arquitetura, por exemplo, que virou tema de estudo. A pesquisa por “patologias na construção civil TCC” aumentou consideravelmente na internet e está entre os assuntos mais buscados entre o tema. 

Esse aumento é visto como algo positivo, uma vez que, voltamos para a questão de que todas elas podem ser evitadas de uma forma: conhecimento a respeito dos materiais, técnicas e desfechos necessários para o sucesso de qualquer espaço. 

Para quem deseja saber mais sobre o assunto ou até mesmo escrever seu TCC, existem muitos artigos já escritos na internet sobre o tema. Mas também separamos algumas dicas de livros para auxiliar no estudo.

3 dicas de livro sobre patologias em edificações:

  • Livro 1: Patologia em Alvenarias – Cristiana Furlan Caporrino;
  • Livro 2:Manual De Engenharia Diagnóstica – Tito Lívio, Stella Marys, Della Flora, Antonio Guilherme, Marco Antônio e Jerônimo Cabra;
  • Livro 3: Patologia das Construções: Gildeon Oliveira de Sena, Matheus Leoni Martins Nascimento, Abdala Carim Nabut Neto e Natália Maria Lima.

Qual é a sua avaliação?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhuma avaliação até agora! Seja o primeiro a avaliar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.