Casa de madeira pintada: vantagens e desvantagens em relação ao verniz

As casas de madeira possuem um charme inerente na matéria prima utilizada em sua construção. Os tipos de madeira, suas tonalidades e até seus nós contam uma história única e ajudam a dar um charme especial a esse tipo de construção. Por isso pode surgir a dúvida: casa de madeira pintada vale a pena?

Ainda que possa ser um tema controverso para muitos “puristas” nessa metodologia construtiva, as casas de madeira pintadas também podem ser muito charmosas e têm sido construídas há séculos. Antes mesmo do surgimento de vernizes e seladoras, recobrir a madeira com tinta e outros materiais era essencial para a sua durabilidade (veja essa cabana que utiliza óleo queimado).

Por isso, neste post abordaremos os tema da casa de madeira pintada e seus desdobramentos. Veremos se elas valem a pena e quais são as suas vantagens e desvantagens em relação a outros tipos comuns de acabamento. Vamos lá?

Por que optar por uma casa de madeira pintada?

Optar por uma casa de madeira pintada pode ser tanto uma decisão estética quanto prática. Para muitas pessoas, o estilo das casas de madeira pintadas é algo atraente e que o verniz ou a madeira natura não realizam. Também pode ser que a madeira utilizada não tenha características nobres, então a pintura também ajuda nisso.

No quesito prático, uma casa de madeira pintada pode aumentar a durabilidade do imóvel e a sua resistência à pragas como os cupins. A pintura também pode auxiliar na preservação da madeira em relação ao apodrecimento, especialmente as tintas de composto sintético resistentes à água.

A casa de madeira mais antiga do mundo (e ainda habitada) recebeu diversas pinturas ao longo de seus 900 anos de existência e uso, o que certamente auxiliou em sua durabilidade.

Quanto custa para pintar uma casa de madeira?

O preço médio para pintar uma casa de madeira fica em torno de R$30,00 por metro quadrado, ficando próximo ao valor por m² das casas convencionais. A diferença fica no custo dos materiais que pode baratear esse valor dependendo do acabamento escolhido. Se a madeira não estiver preparada isso também influenciará no custo.

Envernizar ou pintar a casa de madeira?

Essa é uma dúvida muito comum entre pessoas interessadas em casas e chalés de madeira: envernizar ou pintar. Cada uma tem suas vantagens e, principalmente, suas diferenças estéticas. Em relação à durabilidade, os dois tipos de acabamento têm performance similar, especialmente se o tipo de verniz escolhido for o correto para cada área da casa.

O que muda mesmo é o aspecto final da casa. A pintura oferece muito mais variedade de cores, acabamentos e durabilidades e pode ser aplicada em praticamente todas as casas pré-fabricadas de madeira. Metodologias de construção como o timber frame costumam valorizar mais as madeiras nobres com aplicação de verniz.

No entanto, é mais comum encontrarmos uma combinação entre ambientes pintados e ambientes envernizados, especialmente em se tratando das casas de madeira por dentro onde elementos pintados (paredes, portas e janelas por exemplo) e envernizados (corrimãos, guarda-corpos de madeira e pisos por exemplo) costumam conviver de maneira harmoniosa.

Prós e contras das casas de madeira pintadas

Como já dissemos antes, uma casa de madeira pintada apresenta vantagens e desvantagens em relação a outros tipos de acabamento. Isso acontece não acontece pelo tipo de acabamento em si, mas pela grande variedade de acabamentos e tratamentos existentes e suas características em comparação umas com as outras. Veja quais são:

Vantagens

  • Maior durabilidade;
  • Diversidade de cores e acabamentos (fosco, brilhante, texturizado, etc.);
  • Facilidade de aplicação e remoção;
  • Facilita a revitalização periódica (novos tons de tinta, por exemplo).

Desvantagens

  • Pode esconder a beleza natural da madeira;
  • Começa a descascar com o tempo (diferente do verniz, que esmaece);
  • Pode aumentar os riscos de incêndio se não for escolhida uma tinta anti-chama.

10 modelos de casas de madeira pintadas para se inspirar

Bom, agora que você já conhece as características principais de uma casa de madeira pintada e também suas vantagens e desvantagens, que tal se inspirar em alguns modelos incríveis para a sua próxima construção?

Casas de madeira coloridas estão ficando mais comuns, especialmente os modelos de mini-casas utilizadas em pequenas vilas e até mesmo em projetos de pousadas pequenas.

Também é comum encontrar casas pintadas em tons parecidos ou iguais ao da madeira natural. O intuito é proteger ao máximo a madeira e tentar manter a sua originalidade. No entanto, por que se aproxime, não fica perfeitamente igual.

Casas de madeira pintadas também costuma apresentar cores ou tons diferentes em janelas e portas. No exemplo acima vejo um extremo, com três cores diferentes utilizadas (a cor da porta especialmente estridente).

Os chalés pré-fabricados em madeira e outros materiais também podem receber pinturas. Cores vivas geralmente dão destaque à estrutura e os tornam ainda mais pitorescos.

Cores vibrantes e variadas trazem vida a vilas de casas de madeira, especialmente quando os modelos de casas são parecidos ou iguais. A pintura acaba sendo a melhor e mais criativa maneira de diferenciá-las.

Tons escuros e foscos também são interessantes e trazem mais sobriedade para a estrutura. O legal é que dá para utilizar um leque de cores variadas aplicando um tom pastel, mais esmaecido, com um resultado bacana.

Normalmente centros e casas de madeira históricas são pintadas em cores vibrantes, como concebidas originalmente. Esse era um recurso da época à fim de destacar casas muito semelhantes.

Casas e construções de madeira próximos a lagos, mares e rios navegáveis costuma receber cores vibrantes para serem vistas com facilidade e evitar acidentes.

Pintar uma casa de madeira de preto também é comum, especialmente com tons fortes contrastantes nas portas e janelas como o vermelho e o amarelo. O preto também emula o acabamento com óleo queimado.

Casas de madeira pintadas de branco também são legais e trazer um ar mais simples e minimalista, principalmente no interior. No exterior, a metodologia de aplicação costuma ser a mesma das casas pretas: sempre em contraste com cores fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *