Plantas de casas da caixa econômica federal para financiar e construir

As plantas de casas da caixa econômica federal (seja do programa Minha Casa Minha Vida ou do Financiamento Caixa Construção) são muito importantes quando o assunto é democratização do imóvel próprio. Hoje em dia, graças a essa possibilidade, diversas famílias brasileiras podem conquistar o sonho de ter uma casa registrada e sair do aluguel por um preço que cabe no bolso.

Nesse sentido, as plantas de casas da caixa econômica federal são bastante procuradas. Afinal, realizar o sonho da casa própria é muito bom, mas saber a disposição dos cômodos, o tamanho e planejar a decoração quando a casa estiver pronta é melhor ainda, não é verdade?

No conteúdo abaixo, vamos te mostrar alguns exemplos mais tradicionais das plantas de casas da caixa econômica federal para que você conheça melhor e consiga imaginar seu espaço e, até mesmo, entender se esse estilo de projeto faz sentido para o que você deseja.

Projetos de Casas
Projetos de Casas

Vamos lá? Acompanhe!

O que são as casas da caixa econômica federal?

A Caixa Econômica da Corte teve seu início no Brasil no ano de 1861, ainda no governo de Dom Pedro II. Desde então, esse banco tem como objetivo incentivar a independência financeira das pessoas com menos condições.

Em 1986, então, houve a inauguração das áreas voltadas para poupança, empréstimo e sistema de habitação. Depois disso, já em 2009, o programa Minha Casa Minha vida, programa com objetivo de incentivar e colaborar com a habitação popular, teve início. 

O foco desse projeto é gerar mais possibilidades para que os brasileiros tenham a oportunidade de ter um imóvel próprio. Essas casas podem ser novas ou usadas, de propriedade da Caixa, e são oferecidas de 4 formas aos participantes:

  • Leilão: nos leilões, você oferece uma quantia maior que o valor mínimo da propriedade e outras pessoas vão dando lances a partir disso (ou vice e versa);
  • Licitação fechada: nesse caso, uma proposta de compra é apresentada por escrito. A pessoa que indica a opção mais vantajosa para a Caixa, leva o imóvel;
  • Licitação aberta: a participação é online ou presencial e, nesse caso, vence o lance mais vantajoso para a caixa – sendo igual ou maior ao valor mínimo estabelecido previamente;
  • Venda online: no caso da venda online, é preciso apresentar uma oferta maior que o valor mínimo estabelecido para o imóvel no site. Um cronômetro roda enquanto esse processo acontece para limitar e estabelecer os ganhadores. Quando ele chega a zero, a melhor proposta é avaliada.

As casas da caixa econômica federal também podem ser compradas por investidores que desejam diversificar sua carteira de aplicações e investir em patrimônios imobiliários, por exemplo.

Dúvidas frequentes sobre as plantas de casas da caixa

Dúvidas frequentes sobre as plantas de casas da caixa
Imagem: Canva Pro.

Visto a amplitude do tema e dos diversos tipos de financiamentos considerados pela caixa, reunimos abaixo algumas das principais dúvidas sobre esse tema que pode ser bastante confuso.

Com essas respostas, você consegue avaliar melhor sobre as opções e se deseja financiar sua casa popular, comprar uma nova ou usada, por exemplo. Acompanhe!

Vantagens das casas da caixa econômica federal

Tanto para pessoas que desejam conquistar a casa própria tanto para investidores que querem diversificar sua carteira, as vantagens que o banco propõe são as mesmas:

  • Possibilidade de financiamento são bastante flexíveis, com direito a simulações;
  • Como são imóveis já usados, as contas de condomínio e IPTU que estiverem em atraso pelo antigo morador são quitadas pelo banco. Assim, o valor a ser pago é só pelos débitos no leilão;
  • Imóveis já são escriturados no Cartório de Registro de Imóveis em nome da Caixa;
  • 6 meses de carência no financiamento de imóveis. No caso, no período não são cobradas parcelas de amortização;
  • Comodidade da venda online, comentada acima.

Quanto custam essas casas?

As prestações da Caixa são decrescentes, dessa forma, cada parcela terá o valor um pouco menor que a anterior. No caso, se você tem como pretensão o MCMV, a prestação mínima é 20% da renda total da família e o imóvel pode ser pago em até 30 anos.

No entanto, o valor fechado dos imóveis pode variar e é você que informa a quantia aproximada que pretende gastar – a única imposição é que o valor mínimo da entrada seja 5% do total.

Neste link, é possível fazer a simulação, sendo necessário preencher o valor do imóvel, cidade e estado onde você está procurando a habitação.

Quando acontecem os leilões?

Existem diversos tipos de leilões para comprar as casas da caixa econômica federal, seja através da habitação popular ou imóveis novos e usados. No caso do Feirão da Caixa, por exemplo, costuma acontecer entre os meses de junho e julho de todos os anos – com possibilidade de ter mais edições durante o ano.

Quantas casas costumam estar disponíveis?

Em 2015, por exemplo, foram cerca de 400 mil casas disponíveis para famílias que recebiam entre zero a três salários mínimos, mais 400 mil para renda de até seis salários mínimos e 200 mil disponíveis para pessoas entre seis e dez salários mínimos.

Qual a metragem das casas da caixa econômica?

As casas da caixa econômica federal são imóveis que seguem o padrão de casa popular e o tamanho delas é um dos pontos mais importantes. Normalmente, uma planta popular tem cerca de 45 m², com 6,5m de largura (frente do projeto sem os afastamentos) e 6,5m de comprimento (profundidade do projeto sem os afastamentos) – podendo variar para mais.

O que preciso para me cadastrar nos programas?

Para se cadastrar nos programas disponíveis para adquirir casas da caixa econômica federal, a pessoa física não pode ter imóvel no nome, nem financiamentos em andamento. É preciso ter o nome limpo, ou seja, não ser devedor ou ter o nome no SPC, Serasa e etc.

Em relação a documentação, é necessário:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovação de que o nome não está em nenhum site de devedores;
  • Extrato do FGTS;
  • Prova do Estado Civil;
  • 6 últimos holerites;
  • Comprovante de despesas;
  • Declaração do IR;
  • Carteira de Trabalho.

A documentação necessária pode variar, por isso, mantenha-se atualizado através do site da caixa.

Quanto tempo para aprovar o financiamento?

O tempo médio para esse tipo de liberação é de 40 dias, de acordo com a Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança). No entanto, a caixa costuma ter essa aprovação em um prazo mínimo de 10 dias. Além disso, esse banco tem aprovação de, em média, 70% dos financiamentos – o que é um ótimo sinal para quem está aguardando aprovação.

Como comprar uma casa pronta pelo Minha Casa Minha Vida?

A compra através desse programa precisa atender a alguns pré-requisitos (alguns deles, inclusive, já mencionados anteriormente). Porém, em resumo, é necessário estar ciente que:

  • A renda deve ser de, pelo menos, 3 salários mínimos;
  • O comprometimento da renda mensal é de 10%;
  • A prestação mínima disponível é de R$ 50;
  • E o período máximo para pagamento completo da casa é de 10 anos.

O que eu pago, de fato, nas minhas prestações?

No caso dos financiamentos habitacionais, na prestação estão presentes alguns encargos. São eles: encargo principal (parcela de amortização e os juros mensais) e encargos considerados acessórios (como taxa de administração, danos físicos do Imóvel (DFI), etc.

E o que acontece se eu atrasar as parcelas?

No caso de atraso de parcelas, as consequências podem ser multas ou acréscimo de juros referentes aos dias de atraso. Além disso, caso as parcelas não consigam ser pagas de forma alguma, a Caixa recupera o imóvel e ele é leiloado.

Como funcionam os juros do financiamento pela Caixa?

Os juros são definidos de acordo com o prazo para quitação do imóvel e perfil do cliente, como histórico de dívidas e etc. Quanto melhor seu histórico, é mais provável que seus juros tenham mais bonificações.

Se você tiver mais dúvidas sobre, acesse este conteúdo.

Como comprar uma casa pelo financiamento da caixa?

Existem diversos motivos por algumas pessoas optarem por financiar imóveis pela caixa, às vezes, por não conseguirem entrar nos pré-requisitos para o Minha Casa Minha Vida, por exemplo.

Acompanhe o passo a passo para garantir seu financiamento!

  1. Simulação

Como já mencionado, a primeira etapa para o financiamento de imóveis pela Caixa é a simulação do valor da casa. Nesse momento, você terá acesso ao valor necessário para dar entrada e as taxas que serão embutidas nas parcelas mensais (item mencionado acima com mais detalhes).

  1. Análise de crédito

Depois de simular o financiamento de sua futura casa, você precisa ter certeza de que tem crédito disponível para isso. Reúna os documentos necessários, incluindo um documento sobre o seu saldo do FGTS e envie para o site da caixa. Essa análise de crédito não costuma demorar para ter uma devolutiva.

  1. Avaliação do imóvel selecionado

Após a aprovação do seu crédito, a Caixa precisa avaliar o imóvel que foi selecionado por você (lembrando que essas casas podem ser tanto usadas quanto novas).

Nesse momento, o banco fica responsável por verificar se a propriedade segue os parâmetros para que possa ser liberada para uso. O laudo final emitido pela Caixa costuma ser finalizado em 15 dias úteis.

  1. Assinatura do contrato

Depois da vistoria, aprovação e emissão do laudo, você precisa assinar o contrato do financiamento. Após esse momento, uma quantidade de meses é definida no contrato para que sejam pagas as parcelas descritas no financiamento, lembrando que essas parcelas também podem ser adiantadas caso seja de sua vontade.

Plantas de casas da caixa econômica federal

Agora que algumas dúvidas foram esclarecidas sobre o tema, vamos falar um pouquinho sobre as plantas de casas da caixa econômica federal.

O foco, nesse momento, é mostrar as variedades e opções disponíveis para plantas baixas, mesmo em casas populares e de menor espaço. Esses imóveis podem ser construídos em vários estados brasileiros e, para facilitar o processo, existe um modelo principal de planta baixa.

Dê uma olhada no exemplo abaixo!

Plantas de casas da caixa econômica federal projetos
Imagem: Research Gate.

Porém, apesar de terem a disposição dos cômodos já estabelecida, é possível fazer alterações nesta planta para que se diferenciam uma das outras. 

Plantas de casas populares: 6 modelos comuns da Caixa

A casa popular, como já mencionado, tem cerca de 45 m², sendo assim, são casas com espaço interno reduzido mas que podem ser muito confortáveis a depender dos móveis, decorações e usabilidade dos cômodos.

Abaixo, vamos te apresentar algumas plantas de casas populares com diferentes formação dos cômodos. Acompanhe cada uma delas e aproveite para imaginar a organização do seu imóvel.

Plantas da caixa com 1 quarto ou kitnet

Plantas da caixa com 1 quarto ou kitnet
Imagem: Pinterest.

No caso dessa primeira planta, diferentemente das plantas de casas da caixa econômica federal, a sala e a cozinha estão no mesmo ambiente com medidas de 4,55 por 2,50m, sendo o maior cômodo da casa. 

Plantas da caixa com 1 quarto ou kitnet (2)
Imagem: Pinterest.

Essa segunda planta apresenta sala e cozinha separadas (o que não é muito comum nas plantas de kitnets), como as plantas de casas da caixa econômica federal, no entanto, diferencia-se por conta do jardim de inverno e da bancada na cozinha.

Plantas baixas com 1 quarto ou kitnet
Imagem: Pinterest.

Também com 1 quarto, essa terceira planta tem como diferencial a lavanderia interna na casa e o banheiro ocupando um espaço interno reduzido.

Plantas da caixa com 2 quartos disponíveis

Plantas da caixa com 2 quartos disponíveis
Imagem: Pinterest.

Entrando no leque de plantas de casas populares com 2 quartos, assim como as plantas de casas da caixa econômica federal, temos esse exemplo com cozinha integrada e quartos que comportam até 4 pessoas.

Plantas da caixa com 2 quartos disponíveis (2)
Imagem: Pinterest.

Mais um exemplo de plantas que se assemelham às plantas de casas da caixa econômica federal, essa segunda tem um espaço disponível menor, também com 2 quartos, cozinha e a área de serviço interna.

Plantas da caixa com 2 quartos disponíveis (3)
Imagem: Pinterest.

Apesar de não ser uma planta propriamente dita, já que faltam as medidas, nessa imagem temos os dois quartos um ao lado do outro, com os cômodos da sala e da cozinha de frente para o outro. Esse exemplo é um dos que mais se assemelham às plantas de casas da caixa econômica federal, apresentado acima no artigo.

E, então? Se inspirou nesse conteúdo sobre plantas de casas da caixa econômica federal? Esperamos que ele tenha sido útil e, principalmente, tenha esclarecido suas dúvidas sobre os programas habitacionais da Caixa, incluindo o financiamento de casas novas ou usadas e o Minha Casa Minha Vida.

Se ficou com alguma dúvida, deixe nos comentários! E já que está por aqui, que tal ler um pouco sobre decoração? Te recomendamos o conteúdo sobre luminárias de madeira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *