parede de gesso

Parede de Gesso: como construir paredes de drywall transforma sua casa

Sabe aquela renovação que você sonha em fazer em seu imóvel, mudando o layout interno da sua casa inteira? Às vezes postergamos esse tipo de projeto por pensarmos na complexidade e dificuldade em construir novas paredes no imóvel. Mas e se dissermos que a parede de gesso é uma forma rápida e econômica de fazer isso?

As paredes de gesso, também conhecidas como paredes de gesso acartonado ou ainda drywall são uma forma de construir que facilitam o processo de construção de paredes internas, especialmente quando o intuito da parede é criar divisões e passagens sem funções estruturais.

Neste post, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre as paredes de gesso. Como elas são formadas, quais as principais características e aplicações e ainda um passo-a-passo completo para erguer a sua primeira parede de gesso acartonado na sua casa. Boa leitura!

O que é uma parede de gesso?

A parede de gesso é uma estrutura leve, composta por perfis de metal (geralmente aço galvanizado), montantes (que podem ser de aço ou de madeira) e chapas de gesso acartonado. Juntos, esses materiais formam uma parede similar à parede de alvenaria e que pode receber os mesmos acabamento, porém sem função estrutural.

O gesso acartonado (ou simplesmente drywall, como é conhecido no mercado) nada mais é que uma chapa de gesso em faces de papel cartão. O papel cartão tem uma espessura suficiente para dar estrutura ao gesso, resultando numa chapa com boa resistência em espessura similar ao compensado naval.

A parede de gesso pode ser instalada em uma série de ambientes e contém elementos estruturais especialmente desenvolvidos para cada aplicação. No geral, existem 3 tipos de paredes de gesso, cada uma indicada para determinadas situações como instalação úmidas (RU), resistência a incêndios (RF) e de uso geral (ST). Vamos falar mais desses tipos em seguida no post.

O principal diferencial das paredes de gesso são sua praticidade e leveza, sendo fáceis e econômicas de se construir quando comparadas às paredes de alvenaria comum. Elas também são excelentes para dar um acabamento premium ao interior de casas de madeira pois podem ser instaladas sobre as paredes internas.

Além disso, as paredes de gesso/drywall são construídas com materiais recicláveis e não tóxicos, o que as torna opções mais ecológicas em face de outros métodos de construção comuns no país como o concreto.

Paredes de gesso ou Drywall, qual a diferença?

Em se tratando de paredes, não existe diferença entre as paredes de gesso, paredes de drywall e paredes de gesso acartonado. Essas são simplesmente formas diferentes de se referir ao mesmo produto.

O termo parede de gesso é o mais popular devido à familiaridade com o material já utilizado há anos nos forros de imóveis, enquando drywall é um estrangeirismo que só agora começou a ficar conhecido. Já o gesso acartonado é o termo técnico correto para se referir às chapas ou placas utilizadas nessas paredes.

Principais vantagens das paredes de gesso/drywall

Mas você deve estar se perguntando: por que usar as paredes de gesso ao invés de uma parede de alvenaria ou até mesmo uma parede de madeira no sistema de encaixe? Bom, você pode utilizar as opções anteriores, mas a parede de gesso tem uma série de vantagens sobre elas, especialmente relacionadas ao custo de construção:

  • Ótima relação custo x benefício: estrutura leve e de fácil construção, sem a necessidade de quebra-quebra que encarece a mão de obra da construção comum;
  • Rapidez na construção: não é necessário nenhum tipo de fundação e a construção das paredes é feita cortando as chapas e posicionando os perfis e montantes, podendo ser finalizadas em um único dia;
  • Mais resistência a trincas: por ser uma parede leve e sem ligação com a estrutura principal do imóvel, o aparecimento de trincas e rachaduras é quase nulo;
  • Facilita o processo de reforma: tanto construir paredes novas quanto para derrubar as paredes de gesso é mais fácil, já que basta fazer a desmontagem sem precisar quebrar nada;
  • Maior conforto térmico: com um pequeno vão entre as as placas de drywall, a parede de gesso traz mais conforto com a isntalação de manta termoacústica ou mesmo pela camada de ar presente dentro da parede;
  • Manutenções facilitadas: para reparar um fio ou conexão hidráulica basta rasgar apenas no local necessário e depois preencher com massa de gesso;
  • Versatilidade na aplicação: ao contrário da parede de madeira, por exemplo, que pode sofrer com áreas molhadas e úmidas, a parede de gesso tem uma placa/chapa específica para cada tipo de construção.

Tipos de parede de gesso/drywall

Como já comentamos antes, existem diferentes tipos de paredes de gesso para diferentes tipos de aplicação. Algumas são voltadas para ambientes molhados, outras para ambientes de alta temperatura e outras ainda para uso geral em ambientes internos.

Abaixo, explicamos melhor os 3 principais tipos de paredes de gesso e suas características:

Parede de gesso acartonado/drywall chapa RU
chapa de drywall gesso acartonado RU

Chapa/placa de gesso acartonado com alta resistência à umidade. Indicada para uso em áreas úmidas ou molhadas.

Composição: gesso, papel cartão, silicone e fungicidas

Cor: verde

Indicações de uso

  • Banheiro
  • Cozinha
  • Área de serviço
Parede de gesso acartonado/drywall chapa RF
chapa de drywall gesso acartonado RF

Chapa/placa de gesso acartonado com alta resistência a fogo. Indicada para áreas com altas temperaturas.

Composição: gesso, papel cartão e fibra de vidro

Cor: rosa

Indicações de uso

  • Lareiras
  • Bancadas de cooktop
  • Paredes do fogão
Parede de gesso acartonado/drywall chapa ST
chapa de drywall gesso acartonado ST

Chapa/placa de gesso acartonado padrão. Indicada para uso geral em paredes, revestimentos e divisórias internas.

Composição: gesso e papel cartão

Cor: branca

Indicações de uso

  • Paredes internas
  • Forros
  • Móveis integrados (closets)

Além de utilizar as chapas de drywall corretas para cada ambiente e projeto, também é preciso ter em mente o dimensionamento das mesmas e de seus componentes. Você pode consultar a tabela abaixo para utilizar como referência no projeto das suas paredes de gesso:

tabela de desempenho das paredes de gesso_drywall
Imagem: Associação Brasileira do Drywall.

Tipos de perfis

Além dos tipos de chapa de gesso acartonado/drywall, também existem diferentes tipos de perfis e montantes que devem ser observados e escolhidos da maneira correta, de acordo com a especificação de cada projeto:

Guia (formato de “U”)
Guia (formato de _U_) drywall parede de gesso

As guias em formato de “U” podem ser encontradas em diferentes especificações, sendo elas:

CÓDTAM (MM)
G 4848/28
G 7070/28
G 9090/28

Indicações de uso

  • Paredes
  • Forros
  • Revestimentos
Montante (formato de “C”)
Montante (formato de _C_) drywall parede de gesso

Os montantes em formato de “C” podem ser encontrados em diferentes especificações, sendo elas:

CÓDTAM (MM)
M 4848/35
M 7070/35
M 9090/35

Indicações de uso

  • Paredes
  • Forros
  • Revestimentos
Canaleta (formato de “C”)
Canaleta (formato de _C_) drywall parede de gesso

As canaletas em formato de “C” podem ser encontradas em uma única especificação, sendo ela:

CÓDTAM (MM)
C47/18

Indicações de uso

  • Forros
  • Revestimentos

A parede de gesso/drywall é igual ao forro de gesso?

Não. As paredes de gesso têm maior resistência devido à estrutura de metal que forma a parede (perfis e montantes) e também à estrutura da própria placa/chapa de gesso, que é reforçada com as camadas de gesso e papel cartão.

No caso do forro de gesso, a maioria das placas sequer possui acartonamento (principalmente as menores) e o gesso é suspenso diretamente na laje do imóvel, torando-os suscetíveis a trincas e quebras com o passar do tempo ou até mesmo por conta das variações de temperatura.

Quanto custa uma parede de gesso/drywall?

O preço do metro quadrado de drywall ou parede de gesso instalado fica em torno de R$75,00 a R$115,00 por metro quadrado. Projetos onde são necessários realizar mais cortes ou até mesmo paredes e ambientes curvos podem encarecer a mão de obra.

As chapas de drywall podem ser vendidas tanto por metro quadrado quanto em placas individuais e podem ser encontradas com facilidade em casas de materiais de construção, homecenters e até mesmo pela internet.

Dá para instalar portas e janelas em paredes de gesso/drywall?

Sim, é possível instalar portas e janelas em paredes de gesso/drywall sem problemas. Antes de construir a parede, no entanto, já é preciso ter planejado essa instalação já que serão necessários colocar perfis e montantes de aço galvanizado que farão contato direto com as portas e janelas para realizar a fixação das mesmas.

Dependendo do peso da janela escolhida, também será preciso reforçar a estrutura inferior da parede de drywall para suportar a carga adicional da janela, mas são raros os casos em que isso é necessário já que a maioria das janelas (até mesmo as metálicas) têm um peso aceitável para as paredes de gesso.

Posso pendurar quadros e objetos nas paredes de gesso/drywall?

Sim. Pendurar quadros e itens de decoração nas paredes de gesso/drywall é algo comum e não oferece risco nenhum à estrutura ou risco de seus objetos caírem. Quadros e itens mais leves podem ser pregados ou parafusados sem mistério, já itens mais pesados precisam de alguns cuidados.

Para pendurar itens mais pesados, primeiro é preciso saber o peso do material. As chapas de drywall/gesso acartonado suportam em média 50 kg/m² de carga, o que é bastante para algo que se pendura na parede.

Suponhamos que se trate de um jardim vertical, por exemplo. Nesse caso, tente fazer a instalação diretamente nas longarinas e montantes da parede de gesso, evitando a sobrecarga da estrutura (se necessário, instale reforços).

Existem paredes de gesso/drywall estruturais?

Não. As paredes de gesso/drywall são estruturas leves que não têm conexão direta com a estrutura da casa. Elas devem ser utilizadas como divisórias e revestimentos de estruturas mais robustas que sustentam o imóvel por completo.

Portanto, você não pode demolir uma parede estrutura do apartamento, por exemplo, e substituí-la por uma parede de gesso. Se fizer isso estará colocando a estrutura do imóvel em risco.

É possível colocar azulejos e revestimentos em paredes de gesso/drywall?

Sim. É possível utilizar os mesmos revestimentos utilizados em paredes de alvenaria. Azulejos, pastilhas e qualquer revestimento cerâmico ou tipo de piso que você imaginar pode ser instalado nas paredes de gesso/drywall.

Posso construir uma parede de gesso/drywall em ambientes molhados como banheiro e cozinha?

Sim. As paredes de gesso/drywall podem ser construídas em praticamente qualquer ambiente. Para ambientes molhados como os banheiros, cozinhas e áreas de serviço utilize as chapas de drywall RU, que recebem tratamento fungicida e possuem uma camada adicional de proteção contra umidade.

Essas placas são vendidas sempre na cor verde, então não tem perigo de errar. Para reforçar a proteção, vale a pena instalar algum tipo de revestimento cerâmico na parede de gesso para aumentar ainda mais a sua durabilidade, criando uma camada dupla de proteção contra a umidade.

Como construir uma parede de gesso/drywall

Construir uma parede de gesso/drywall é um procedimento bastante simples, como você verá a seguir em nosso passo-a-passo. Antes de começar, certifique-se que a superfície onde você irá construir a parede de gesso esteja nivelada, assim como as paredes ao redor e o teto.

Abaixo, listamos os materiais necessários para uma construção de paredes de gesso/drywall comum:

Materiais necessários
  • chapas de gesso acartonado recomendadas;
  • perfis, montantes e guias;
  • presilhas, junções e conectores;
  • parafusos e buchas entre 5 mm e 6 mm;
  • rebites entre 4 mm e 6 mm;
  • fita para junções;
  • fita isolante para os perfis;
  • massa corrida;
  • material para acabamento (revestimento cerâmico, argamassa, tinta, textura, etc.).

1. Marque e instale as guias

Comece pela marcação no piso onde serão instaladas as paredes de gesso/drywall de forma a criar um mockup fácil de seguir. Certifique-se de que as fitas estão alinhadas corretamente e niveladas com as paredes com as quais a parede de gesso fará interface.

Agora fixe as fitas de isolamento nas guias e realize a fixação das mesmas no piso, nas paredes e também no teto seguindo sempre as marcações. Utilize uma furadeira e perfure as guias até atravessar no piso e nas superfícies de contato das paredes e teto e parafuse utilizando os parafusos e buchas adequados, deixando um espaçamento de pelo menos 60 cm entre os perfis.

2. Instale os montantes

Agora comece a instalar os montantes de forma horizontal. Comece o processo sempre das extremidades para o meio da parede, de forma a obter um resultado melhor. Certifique-se de que os montantes estão nivelados (utilize um nível) e parafuse usando parafusos metal-metal nas guias instaladas anteriormente, mantendo uma distância entre 40 e 60 cm entre os montantes.

3. Instale as chapas de gesso/drywall

Posicione as chapas na vertical e comece a instalação sempre de cima para baixo. Parafuse a chapa no montante, posicionando o parafuso cerca de 1 cm distante da borda da chapa e parafusando-o de maneira que afunde um pouco na superfície do gesso acartonado (cerca de 1 mm). Os parafusos devem ter um distanciamento horizontal de pelo menos 25 cm uns dos outros.

4. Faça a amarração

São raros os casos que uma parede de gesso consegue ser erguida utilizando somente chamas inteiras. Por isso, será necessário cortar algumas chapas para fazê-las caber no espaço. Corte a chapa de gesso acartonado na medida necessária (sempre no lado do cartão) e posicione-a de maneira a completar a amarração da parede.

5. Instale o isolamento termoacústico

Agora que você instalou as chapas de drywall em um dos lados da parede de gesso, chegou a hora de instalar o isolamento termoacústico. Podem ser instalados isolamentos de lã de vidro, lã de pedra e também placas de isopor, ficando a seu critério e necessidade.

Também é possível deixar a parede de gesso sem nenhum isolamento térmico adicional, mas considere que ela ficará com aquele som característico de “oco” já que o espaço interno da parede está preenchido apenas pelo colchão de ar natural que se forma lá dentro.

6. Posicione os conduites e canos

Antes de terminar a instalação da outra face da parede com as chapas de gesso acartonado, também é o momento de fazer a instalação dos conduites elétricos (específicos para paredes drywall) e também das instalações hidráulicas. Deixe tudo ligado e testado para não precisar desmontar ou quebrar a parede depois.

7. Complete as chapas de gesso/drywall do outro lado

Complete a parede com as chapas de gesso no lado faltante. O procedimento é similar ao da primeira etapa, porém é preciso tomar cuidado caso tenha havido cortes ou emendas no primeiro lado. Se você precisou cortar e encaixar pedaços menos de chapas de gesso no primeiro lado, nesse lado da parede inverta o processo.

Comece a instalação das chapas completas de baixo para cima e faça os cortes e encaixes na parte superior da parede. É importante realizar essa alternância e evitar emendas e cortes na mesma posição para aumentar a rigidez e durabilidade das paredes de gesso.

8. Passe o rejunte

Chegou a hora de aplicar o rejunte e unir definitivamente a parede de gesso, deixando a superfície uniforme e pronta para receber o acabamento. Para fazer isso, utilize a massa de rejunte para drywall e juntamente com a fita microperfurada.

Aplique uma primeira demão de do rejunte na união das chapas de gesso acartonado, depois aplique a fita microperfurada por cima da massa. Repita o processo com a massa até que a fita desapareça e espere secar. Depois de seco, aplique uma demão adicional para proporcionar um acabamento final mais refinado.

9. Faça o acabamento

Depois que o rejunte estiver completamente seco, basta lixar e deixar a superfície lisa e alinhada pra receber o acabamento desejado. A parede de gesso pode receber pintura ou também ser revestida com azulejos e outros revestimentos cerâmicos. Papéis de parede também podem ser instalados sem problemas.

Vale a pena construir uma parede de gesso/drywall?

Sim, vale muito a pena construir uma parede de gesso/drywall. Se o que você precisa é de uma parede para revestir ou criar uma divisória não estrutural em seu imóvel, esse tipo de parede é uma excelente opção. Ela também é ótima para casas e chalés de madeira, trazendo um acabamento semelhante à alvenaria no interior.

Ficou com alguma dúvida sobre as paredes de gesso? Deixe nos comentários para podermos lhe ajuda!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *